quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Infeção congénita por citomegalovírus

Infeção congénita por citomegalovírus

O citomegalovírus (CMV) é um vírus relacionado com o grupo dos vírus do herpes e que após uma infeção primária, torna-se latente, podendo ser reativado. O vírus é muito comum e pode estar presente em todos os órgãos do corpo e nos fluidos corporais (sémen, saliva, urina, fezes, leite materno, sangue e secreções do uterinas). A transmissão do vírus ocorre através de contacto físico com indivíduos infetados, transfusões sanguíneas e contacto sexual. A maioria dos indivíduos infetados desenvolve anticorpos e não desenvolve sintomas, podendo ocasionalmente ocorrer uma mononucleose.

O citomegalovírus na gravidez
O CMV tem a capacidade de atravessar a placenta podendo infetar o feto (infeção congénita por citomegalovírus). A infeção congénita por CMV é uma questão clínica de difícil controlo pois a infeção não dá sintomas, pode atingir o feto, a grande maioria das crianças infetadas não desenvolvem malformações congénitas, cerca de 30% dos fetos infetados não sobrevive e cerca de 90% das crianças que sobrevivem manifestam uma aparência normal ao nascimento, podendo apresentar dificuldades de desenvolvimento e aprendizagem, deficiências na fala , graves deficiências auditivas e atrasos mentais.

Prevenção
Uma higiene cuidada durante o período de gravidez. As grávidas devem lavar cuidadosamente as mãos se estiverem em contacto com fluidos corporais.
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.