24 de dezembro de 2016

Metronidazol e a pílula


O metronidazol é um anti-infecioso que está indicado no tratamento das vaginites, uretrites, giardíase e amibíase intestinal e infecções por batérias anaeróbias, provocadas pelos agentes Trichomonas vaginalis, Giardia intestinalis e a Entamoeba histolytica. Muitas mulheres me perguntam se corta ou interfere com a eficácia da pílula anticoncepcional.


O metronidazol não interfere com a eficácia da pílula, a mulher que faz o tratamento com o metronidazol, deve manter sua pílula e não se preocupar, mesmo que note alterações na menstruação ou algum escape no meio do ciclo (pode causar esse tipo de efeito).

Metronidazol e a pílula

Se lembre que os medicamentos que podem interferir com a eficácia da pílula são a doxiciclina, cefodizima, cefuroxima (antibióticos), erva de São João ou hipericão (antidepressivos), modafinil (sono), ciclosporina, fenobarbital, carbamazepina, fenitoína (antiepiléticos), griseofulvina, anastrozol (tumores), amoxicilina e ampicilina (penicilinas).

Descubra alguns posts relacionados

8 comentários:

  1. Faz mal comer depois de tomar a pílula?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, não faz mal... mantenha sua pílula, ando por aqui... :)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Olá, não interfere... mantenha a pílula e tome com água para não ficar com medo... ando por aqui... :)

      Eliminar
  3. Eu tomo matronidazol e precisei tomar a pílula do dia seguinte interfere em alguma coisa ? Devo tomar metronidazol depois que tomar os dois comprimidos da pílula ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, nao interfere, deve manter como sua médica indicou, ando por aqui... :)

      Eliminar
  4. Minha namorada está tomando matronidazol, interfere no anticoncepcional diclin?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, nao interfere, devem manter o diclin, ando por aqui... :)

      Eliminar

Obrigado por colocar o seu comentário... não revele nenhum dado ou informação confidencial no seu preenchimento.