8 de outubro de 2017

Fim da cobertura contraceptiva nos EUA?



Graças de algumas alterações, nos EUA, durante a administração do Ex-Presidente Barack Obama, as seguradoras e empregadores eram obrigados a fornecer cobertura e aconselhamento contraceptivo às mulheres. Estima-se que cerca de 55 milhões de mulheres usufruíram destas medidas.
Presidente Donald Trump

Recentemente a administração do novo Presidente Donald Trump revogou esta e outras medidas, o que vai obrigar as mulheres a pagarem a sua opção contraceptiva, está instalada a confusão no planeamento familiar dos EUA, um dos países mais "avançados" do mundo.

Custo média de alguns contraceptivos disponíveis nos EUA:
  • $50 - pills (custa da pílula mensal)
  • $80 - patch (custa do adesivo mensal)
  • $100 - shot (custo da injecçao mensal)
  • $850 - implant (custo do implante hormonal)
  • $1000 - IUD (custo do DIU)
Diu de cobre contraceptivo

Recolhi esta informação num tweet de @liliaaanneee como resposta a uma provocação (idiotice) de @realJamesAllsup.

Como temos falado a dificuldade no acesso a uma contracepção eficaz torna as mulheres mais vulneráveis, aumentando o numero de gravidezes indesejadas e situações de IVG (aborto).
Fim da cobertura contraceptiva nos EUA?

Numa apresentação que assisti na Reunião da Sociedade Portuguesa de Contracepção, foram comparadas as realidades de alguns países, alguns tão ricos como os EUA, e adivinhem um país como Portugal (sem grandes recursos naturais) era o que tinha maiores índices de sucesso e uso de contraceptivos... sabem porquê? Por causa do acesso gratuito... não se esqueça de deixar seu comentário... 
Female condom

Descubra alguns posts relacionados

0 Comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... não revele nenhum dado ou informação confidencial no seu preenchimento.