Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

yes

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
Como cuidar do coto umbilical do seu bebé:

  1. Lavar bem as mãos com água e sabão;
  2. Limpe o coto umbilical e a pele em redor (use água tépida e sabão), pelo menos uma vez por dia ou sempre que se suje com fezes ou urina;
  3. Seque o coto umbilical e a pele em redor com gaze esterilizada seca;
  4. Mantenha o coto ao ar, por fora da fralda, ou então coberto com roupa limpa;
  5. Coloque a fralda debaixo do umbigo;
  6. Após a queda do coto (5º ao 10º dia), mantenha os cuidados.

Antes de prestar cuidados ao cordão umbilical lave as mãos com água e sabão, lave o cordão e a zona envolvente com água e sabão sempre que estiver sujo com fezes (pelo menos uma vez por dia se não tiver sujo de fezes), seque o cordão e a zona envolvente com uma gaze esterilizada, coloque a fralda abaixo do umbigo, após a queda do coto umbilical mantenha os cuidados. Sinais que o devem preocupar: zona do umbigo vermelha, com mau cheiro (cheiro fétido), corrimento ou sangramento.

Sinais de alerta: presença de rubor em redor do umbigo (pele vermelha),mau cheiro, corrimento ou sangramento. carlosedgar.com


Perguntas frequentes sobre o coto umbilical

O que é o cordão umbilical?

O cordão umbilical é um cordão que liga o organismo da mãe ao do bebé.

Para que serve o cordão umbilical?

O cordão umbilical é constituído por duas artérias e uma veia e serve para transportar a alimentação, o oxigénio e os resíduos do bebé para a mãe. O cordão umbilical pode ter até 60 cm variando consoante o organismo.

O que acontece ao cordão umbilical durante o parto?

Durante o parto o cordão é clampado, apertado, em dois pontos diferentes e cortado entre estes dois pontos para evitar hemorragias.

As células do cordão umbilical são importantes?

Sim são muitos importantes, as células estaminais são células indiferenciadas que podem subdividir-se ou renovar-se indefinidamente em diferentes células. As células estaminais estão presentes no cordão umbilical e podem ser utilizadas na cura de inúmeras doenças como leucemias, tumores, doenças metabólicas, linfomas, entre outras.

Quero guardar o cordão umbilical é possível?

Sim é possível, deve contactar um laboratório credenciado, no primeiro trimestre de gravidez, para seguir o protocolo e adquirir o kit.

Como devo fazer para guardar as células do cordão?

Os pais interessados deverão contactar uma empresa que preste este serviço, pelo menos 15 dias antes do parto, para adquirir o kit de colheita e iniciar o processo (sendo necessário fazer análises sanguíneas - citomegalovírus (IgM e IgG), sífilis (VDRL), hepatite B (HBs Ag), hepatite C (HCV Ac) e HIV I/ II.

Como é feita a recolha das células do cordão?

A colheita destas células é um processo indolor, que ocorre durante o parto, sendo acondicionadas através da criopreservação (congelação com nitrogénio líquido), durante 20 anos, no laboratório selecionado. Estas células são úteis para o recém-nascido, mas também para familiares diretos que necessitem.

Como devemos cuidar do coto umbilical?

O coto umbilical são os restos do cordão umbilical que acabam por mumificar e cair naturalmente. Como cuidar do coto: comece por lavar as mãos com água e sabão, limpe o coto umbilical e a pele em redor (use água tépida e sabão), pelo menos uma vez por dia ou sempre que se suje com fezes ou urina, seque o coto umbilical e a pele em redor com gaze esterilizada seca, mantenha o coto ao ar sem o cobrir com a fralda.

Quanto demora o coto umbilical a cicatrizar?

O coto umbilical cai entre o 5º e o 10º dia.

Como sei se o coto umbilical está bem cicatrizado?

Após a queda o futuro umbigo não deve apresentar vermelhidão, mau cheiro (cheiro fétido), corrimento ou sangramento. Se o umbigo não apresentar estes sinais está bem cicatrizado.

Devo usar uma faixa para compor o umbigo do meu bebé?

Não é necessário, o umbigo acaba por involuir e ficar com uma aparência normal.

Fontes bibliográficas
Comente...

Olá, pode deixar seu comentário... se lembre que a informação neste post é apenas para aumentar seu conhecimento sobre o tema... não deixe de procurar seu médico... muito obrigado... Carlos Edgar