-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page

Pequeno bastonete que se introduz debaixo da pele, através de procedimento cirúrgico efetuado com anestesia. Método progestagénico.
Vantagens: não necessita de tomas diárias, pode ser utilizado por mulheres que não podem fazer contracetivos combinados (estrogénios), os vómitos e diarreia não interferem com a eficácia do método, pode ser usado durante a amamentação e é um método reversível.
Desvantagens: não dá menstruações regulares, desenvolvimento de quistos nos ovários e não protege das DST.
Implanon®
Método contraceptivo em forma de bastonete que se insere debaixo da pele do braço e proporciona protecção de uma gravidez não desejada, durante 3 anos. O implante consiste num bastonete não biodegradável com 40 mm de comprimento por 2 mm de diâmetro. Após a inserção (procedimento simples executado por um médico) o implante liberta gradualmente etonogestrel, uma hormona progestagénica. O etonogestrel é o metabolito activo do desogestrel, substâncias presentes em muitas das pílulas modernas. carlosedgar.com


Principais perguntas sobre o implante hormonal:

O que é o implante contracetivo?

O implante contracetivo é um método contracetivo de longa duração, em forma de bastonete que se insere debaixo da pele do braço e proporciona proteção de uma gravidez não desejada, durante 3 anos.

Como funciona o implante contracetivo?

O implante consiste num bastonete não biodegradável com 40 mm de comprimento por 2 mm de diâmetro impregnado de hormonas que ao entrar em contacto com a pele da mulher as vai libertando, ao longo de 3 anos, garantindo proteção contra uma gravidez.

Onde é colocado o implante? Pode desaparecer?

O implante é colocado pelo médico, com anestesia local, normalmente no braço esquerdo, debaixo da pele. O implante não desaparece.

Como é removido o implante?

O impante é colocado por baixo da pele, sendo percetível ao toque, deve ser removido pelo médico, com anestesia local, através de um pequeno corte na pele.


Como deve ser colocado? Vou ter alguma reação no local?

O implante deve ser colocado pelo médico. No braço contrário ao que a mulher escreve. Sim vai. Alguns efeitos secundários no local: hematoma, ligeiro inchaço, dor e pequena ferida no local de introdução ou extração do dispositivo (cicatriz).

O implante pode partir?

O implante é feito de um poliuretano revestido de hormonas, esta composição garante alguma flexibilidade como se fosse um pedaço de borracha, por isso é difícil que ele se parta, algumas mulheres têm referido isso, mas penso que se trata de uma falsa perceção, muitas vezes dada pelo aumento de tecido gordo à volta do implante.

Quais os efeitos secundários do implante?

Os efeitos secundários, mais frequentes, do implante são: infeção vaginal, dores de cabeça, acne, tensão mamária, menstruação irregular, ausência de menstruação, queda de cabelo e aumento de peso.

Que mulheres não devem colocar o implante?

As mulheres que não devem optar pelo implante são as que tenham problemas venosos, sejam fumadoras, tenham tumores mama, doença do fígado, hemorragias vaginais de causa desconhecida, diabetes, sejam obesas e estejam grávidas.

Estou a amamentar, posso pedir ao médico para colocar o implante?

Sim pode, como é um método contracetivo hormonal sem estrogénios está indicado durante a amamentação ou no seguimento da pílula de amamentação.

O implante engorda?

O aumento de peso é um dos efeitos secundários do implante (cerca de 10% das mulheres). O implante aumenta a probabilidade de as mulheres terem mais peso. Esta probabilidade depende de mulher para mulher, dos estilos de vida, entre outros fatores. As mulheres obesas não devem usar o implante pois pode ter uma diminuição da eficácia.

É normal não ter menstruação com o implante hormonal?

Sim é normal, como o implante é um método progestagénico, não tem estrogénios, não causa menstruações regulares. Pelas suas características pode causar hemorragias vaginais irregulares durante alguns dias.

Que medicamentos interferem com o implante?

Os medicamentos que podem interferir com o implante são os antiepiléticos (primidona, carbamazepina, barbitúricos, fenitoína, oxcarbazepina, topiramato e felbamato), antituberculostáticos (rifampicina), infeções de HIV (ritonavir ou nevirapina), modafinil (sono), antibióticos (tetraciclinas, amoxicilina, ampicilina, griseofulvina, macrólidos), produtos à base de erva de S. João (hipericão).

Qual é o preço do implante?

O implante custa cerca de 130 euros (pode ser adquirido na farmácia com comparticipação por 40 euros). Nas consultas de planeamento familiar é fornecido gratuitamente.

Posso engravidar com o implante?

Sim, se fizer algum medicamento que interfira com o implante. A mulher obesa tem uma diminuição nos métodos contracetivos hormonais.

Vou retirar o implante e quero iniciar uma pílula como devo fazer?

Deve iniciar a pílula no dia em que retirar o implante, nos sete dias seguintes deve usar preservativo, depois segue o esquema da pílula e nessa situação já deverá ter menstruações regulares. A menstruação com a pílula fica regular, mais escura em menor quantidade e menos dias de fluxo.

Após colocar o implante depois de quanto tempo estou protegida?

Depois de colocar o implante deve utilizar preservativo ou manter a sua pílula (de acordo com o conselho médico) durante 15 dias, após este período pode ter a sua vida sexual normal. Após a inserção o implante inicia a libertação para o organismo da hormona progestagénica - etonogestrel.

Deveria ter retirado o implante no mês passado, mantêm a eficácia se for tirado 3 meses depois?

Sim mantêm, o implante garante proteção até 6 meses depois, para dar proteção em situações como a sua. A melhor opção é mudar o dispositivo hormonal de 3 em 3 anos.

Tenho o implante, estou a pensar em engravidar, posso tirar o implante? Engravido logo?

Sim, pode tirar o implante. A mulher após retirar o implante pode engravidar, o tempo que demorará varia de mulher para mulher (depende de quanto tempo demoram os ovários a retomar a produção de hormonas e a restabelecer o ciclo menstrual).