domingo, novembro 16, 2014

Disfunção erétil (Impotência Sexual)

Disfunção erétil (Impotência Sexual)

Como surge uma ereção

A ereção é um processo que envolve o cérebro, alguns hormonas, nervos, o órgão peniano e os vasos sanguíneos. A ereção ocorre com resultado da excitação que leva ao aumento do fluxo do sangue ao pénis. Os corpos cavernosos ao serem cheios de sangue levam ao aumento do pénis.

A falta de ereção ou disfunção eréctil

A impotência sexual no homem, denominada por disfunção erétil traduz-se na incapacidade pontual ou definitiva em manter uma ereção que permita a atividade sexual pelos menos durante 3 meses. A disfunção erétil é mais comum em homens com mais idade, podendo afetar homens de qualquer idade.

Sintomas da disfunção erétil

Os sintomas mais comuns é a incapacidade em ter ou manter uma ereção. 

As causas mais comuns da disfunção eréctil
  • causas psicológicas
  • depressão
  • ansiedade
  • stresse
  • cansaço
  • doenças coronárias
  • ateroesclerose
  • diabetes
  • obesidade
  • hipertensão arterial
  • síndrome metabólica
  • tabagismo
  • alcoolismo crónico
  • consumo de drogas
  • alguns medicamentos
  • cancro da próstata
  • doenças neurológicas
  • distúrbios hormonais
  • doença de Peyronie
  • traumas na bacia
  • acidentes
  • cirurgias
  • paraplegias
  • malformações nos órgãos sexuais
  • relações disfuncionais
  • problemas conjuguais
  • presença de algumas doenças sexuais ou outras

A disfunção erétil e o tratamento



Estes medicamentos aumentam os valores de oxido nítrico no corpo cavernoso, que levam ao relaxamento muscular favorecendo a irrigação do pénis.

Outros medicamentos e tratamentos
  • prostaglandina E (Alprostadil) - caverject® ou muse®
  • medicamentos hormonais - testim®, testogel®, sustenon®, testoviron®
  • terapia de casal
  • aconselhamento psicológico 
  • bombas de vácuo
  • cirurgias vasculares
  • implantação de próteses penianas

A disfunção erétil nos jovens

A disfunção eretil é pouco comum nos jovens, sendo na maioria das vezes causada por motivos psicológicos.

Fonte: cuidadocomasaude.com
Fontes bibliográficas
spandrologia.pt
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.