quinta-feira, fevereiro 05, 2015

Dieta mediterrânea

Dieta mediterrânea

AvelãsA dieta mediterrânea é um regime alimentar que evolui ao longo de séculos nos países da Europa do sul, Grécia, Itália, Espanha e Portugal, países de clima ameno onde se foram desenvolvendo alguns hábitos que os estudos científicos revelam dos mais saudáveis.

A dieta mediterrânea tem como base os alimentos de origem vegetal e o peixe. A carne ocupa um lugar discreto sendo de valorizar as carnes brancas. Os alimentos da dieta devem variar, preferindo os produtos locais e da época agrícola, obtendo assim alimentos mais ricos nutricionalmente, pois são produzidos com algumas técnicas agrícolas artesanais ou mesmo de forma biológica.

Alimentos que fazem parte da dieta mediterrânea

A dieta mediterrânea tem como base os alimentos de origem vegetal como o pão (trigo, mistura, integral, broa de milho e de centeio), massa, arroz, vegetais, legumes, fruta fresca e frutos secos (nozes, amêndoas, avelãs e amendoins) e oleaginosas (ervilhas, favas, grão, feijão e lentilhas) . O azeite deve ser a gordura de eleição e o vinho deve ser consumido de forma moderada, um copo às refeições principais - 200 ml.
Alface
O peixe deve ser consumido de forma moderada (peixe mais gordo - sardinha, cavala, sarda, arenque e salmão; peixe mais magro - pargo, bacalhau, abrótea, corvina, garoupa e carapau). Os lacticínios (iogurtes e queijo), os ovos e a carne devem ser consumidas pontualmente e em pequenas porções, as carnes brancas (peru, frango, coelho e pato) devem ser as escolhidas.

Os alimentos que englobam a dieta têm baixo teor de gorduras saturadas e elevado de gorduras monoinsaturados, fibras, antioxidantes, minerais, ómega 3 e vitaminas.

Descubra a pirâmide alimentar mediterrânea

Pirâmide alimentar mediterrânea
Pirâmide alimentar mediterrânea 

Outros apontamentos da dieta mediterrânea

Da dieta mediterrânea fazem ainda parte a ingestão de água (1,5 a 2 litros por dia), o consumo de ervas aromáticas (excelentes substitutos do sal), cebola e o alho. Todas as dietas devem ser acompanhadas de estilos de vida saudáveis, como a prática de exercício físico.

Fontes bibliográficas
apdietistas.pt
Partilhe

2 comentários:

  1. Olá!! Eu vou mudar da pílula original para a genérica e gostaria de saber se posso fazer a pausa dos 7 dias e tomar normalmente após o intervalo e se continuo protegida? Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      sim pode fazer isso, pois continua protegida, como a dosagem e os hormonios são iguais continua protegida... se precisar ando por aqui.

      Eliminar

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.