6 de julho de 2017

Batatas fritas associadas a maior risco de morte



Pois é risco de morte... foi essa a conclusão que um estudo publicado no mês passado no Jornal Americano de Nutrição Clínica, da Sociedade de Nutrição Americana, revelou.

O estudo em questão com o titulo "Fried potato consumption is associated with elevated mortality: an 8-y longitudinal cohort study", que pode consultar nesta ligação, tinha como objectivo avaliar o risco de morte prematura na população Norte Americana, associado ao consumo de batatas (fritas e não fritas).

Participaram no estudo cerca de 4440 pessoas com idades entre os 45 e os 79 anos, na sua maioria mulheres, a população foi dividida por frequência de consumo das batatas e as conclusões foram alarmantes, o estudo conseguiu revelar que existe um risco aumentado de morte prematura na população que consumia mais vezes batatas fritas.
Batatas fritas associadas a maior risco de morte

Neste estudo não se falou na questão dos óleos e o seu uso a altas temperaturas, que era apontado como factor de risco no uso dos óleos vegetais, se lembra da polémica em volta do creme para barrar Nutella® (confira aqui) - "The substances form during food processing, in particular, when refining vegetable oils at high temperatures (approx. 200°C)." in Process contaminants in vegetable oils and foods (EFSA)

Como sempre aconselho moderação no consumo dos alimentos fritos especialmente quando são confeccionados fora de casa, onde há maior probabilidade de uso durante mais tempo dos óleos de fritura (sem renovar), brevemente vou publicar um post sobre os óleos de fritura. Por agora lhe deixo este alerta e não se esqueça que pode partilhar o post e suas ideias nos comentários... 😊

Descubra alguns posts relacionados

0 Comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... não revele nenhum dado ou informação confidencial no seu preenchimento.