Ardor a urinar e urina com sangue

A urina deve ter uma cor amarela clara e ser límpida, o seu aspecto depende da quantidade de água que a pessoa bebe. As queixas de ardor ao urinar indiciam infecções nas vias urinárias e são comuns em grávidas, diabéticos, pessoas que bebem pouca água, que têm uma higiene deficiente ou comportamentos de risco (relações sexuais com diversos parceiros). Uma pessoa com ardor deve começar por ingerir mais água (2 a 3 litros por dia), se não melhorar deve falar com o seu médico, pois poderá estar perante uma infecção urinária que necessita de tratamento. Algumas dicas: beba muitos líquidos (2 litros de água por dia), tome um banho quente, tome ibuprofeno ou paracetamol, opte por se limpar da frente para trás (após urinar), faça higiene íntima antes e depois de ter relações sexuais e utilize pensos higiénicos em vez de tampões.

No caso de aparecer sangue na urina deve consultar o seu médico pois poderemos estar perante uma infecção urinária grave ou um carcinoma (tumor) da bexiga.

Cistite

A cistite é uma inflamação da bexiga provocada por uma bactéria denominada Escherichia coli. Este tipo de problema é mais frequente na mulher, pois a distância da bexiga ao exterior é menor nas mulheres que nos homens facilitando a entrada de bactérias. Esta afecção é causada por factores que dificultam ou obstruem o fluxo de urina, como a gravidez, a diabetes, inchaço da próstata (homens) e o uso de cateteres urinários (algálias). Os sintomas são: ardor e dor ao urinar, sangue na urina, urinar muitas vezes e dor durante as relações sexuais. O tratamento consiste na prescrição de fármacos, ingestão de muita água e reforço das medidas de higiene.

Sonda vesical e o preservativo urinário

A sonda vesical ou sonda de Folley é utilizada em doentes que perderam a capacidade de controlar a urina (por incontinência ou retenção urinária). A sonda vesical é um tubo inserido pela uretra até à bexiga, através do qual a urina sai continuamente para um saco colector. O saco colector liga-se à sonda, fixa-se à cama, perna ou cadeira de rodas, tem uma torneira para esvaziar a urina e deve ser mudado de 4 em 4 dias. Para mudar o saco colector deve lavar as mãos, retirar o saco e conectar um saco novo sem tocar nas extremidades, o saco deve ficar abaixo do nível da bexiga, para que a urina não reflua para a bexiga. Em utentes independentes a sonda vesical pode ser fixa à perna (saco colector mais pequeno) ou tapada com auxílio de um clampe.

Os órgãos genitais devem ser lavados diariamente para evitar infecções. O doente deve beber 2 litros de água por dia e a sonda não deve ser puxada. Se a urina apresentar cheiro, sangue, sedimentos ou a sonda entupir deve contactar o seu enfermeiro de família. As sondas vesicais podem ser de curta ou longa duração e têm diferentes calibres (cada calibre corresponde a um número e a uma cor), idealmente as sondas de menor calibre devem ser usadas nas algaliações iniciais.

O preservativo urinário é um dispositivo não invasivo, ideal para os homens com incontinência urinária, que evita as infecções urinárias comuns nos doentes com sonda vesical. O preservativo urinário aplica-se como se fosse um preservativo, conecta-se um saco colector à sua ponta e fixa-se o preservativo ao pénis com adesivo. O preservativo deve ser removido diariamente para se fazer a higiene peniana. Os preservativos urinários têm diversos tamanhos (tamanhos do 1 ao 5, sendo o 1 o mais pequeno e o 5 o maior).

Ardor a urinar e urina com sangue

A urina com presença de sangue, odor e ardor ao urinar é sinal que está com uma infeção urinária, deve recorrer aos serviços de saúde, beber mais água (2 litros por dia), efetuar a higiene intima duas vezes ao dia, urinar logo que tenha vontade, limpar a região perianal, após urinar ou defecar, de frente para trás, usar tampões e pensos de acordo com as seguintes indicações, evitar roupa sintética muito apertada, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, condimentos, café, consumir mais citrinos (vitamina C acidifica a urina) e aplicação tópica de pró-bióticos (flora vaginal).

Ao recorrer aos serviços de saúde será efetuado teste rápido de urina para detetar uma possível infeção. Outros exames à urina: urina tipo II e urocultura.

Fontes bibliográficas

4 comentários:

  1. Que sinal no dá a urina castanha, é grave? Castanha???

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, pode ser presença de sangue ou pus, deve recorrer ao seu médico para ser avaliada... se precisar ando por aqui...

      Eliminar
  2. Um analise à urina dá para saber se temos uma infecção urinária.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, sim da, se tiver a presença de alguns elementos, bactérias e sintomas de infeção... se precisar ando por aqui..

      Eliminar

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.