domingo, fevereiro 19, 2017



Usa anticoncepcional? Sabe quando é seu período fertil?

Pois a mulher que usa anticoncepcional está protegida da gravidez, os valores hormonais constantemente elevados não vão permitir que engravide. E sabe quando é seu período fertil?

O período fertil é a fase de seu ciclo menstrual, onde ocorre a saída do óvulo dos ovarios, e durante a qual a mulher tem maiores chances de engravidar.

A mulher que usa anticoncepcional vai evitar que seu ciclo menstrual não se desenvolva, vai ficar adormecido, por isso é que uma mulher com uso de anticoncepcional não tem período fertil.
Calcular o período fertil após parar o anticoncepcional

Depois de interromper seu anticoncepcional nosso corpo vai ter que voltar a produzir hormônios (hormonas), para que o ciclo menstrual natural se desenvolva com todas as suas fases. A mulher que interrompe seu anticoncepcional deixa de estar protegida e pode engravidar, mesmo que não tenha o seu ciclo regular (menstruações).


Calcular o período fertil após parar o anticoncepcional

Após parar seu anticoncepcional pode não menstruar regularmente o que vai dificultar o calculo de seu período mais fertil. Depois de interromper seu ciclo menstrual vai ficar como era antes de usar o anticoncepcional, para descobrir seu período fertil deve anotar as datas de sua menstruação e esperar que regule.
Calcular o período fertil após parar o anticoncepcional

Nota: a mulher que não usa anticoncepcional e não menstrua pode engravidar em qualquer altura de seu ciclo menstrual, mesmo durante a menstruação.

Descubra alguns posts relacionados

Calcular o período fertil após parar o anticoncepcional



Muitos se tem escrito sobre os riscos das vacinas, serão mesmo necessárias na nossa vida? Porque surgiram movimentos anti-vacinação? Têm razoes? Podemos mesmo recusar as vacinas?

Vacinar, recusar ou permitir? 12 razões para vacinar o nosso filho. Toda a verdade sobre as vacinas...

Com a massificação da informação na Internet os casos isolados e diferentes acabam por ter maior impacto, com as vacinas não é diferente, o que antes podia ser uma reacção considerada normal no local onde fez sua vacina, pode, com a fotografia certa e os comentários respectivos, destruir uma carreira profissional, a credibilidade de uma laboratório ou até mesmo da própria vacina...

Mas as vacinas são mesmo necessárias na nossa vida?

Sim são, pois garantem protecção contra dezenas de doenças, as vacinas são apontadas como um dos fatores da diminuição da mortalidade infantil e aumento da esperança de vida.

Porque surgiram movimentos anti-vacinação? Têm razões?

Estes movimentos começaram nos EUA nascendo em grupos naturistas e com base em alguns estudos que apontavam riscos associados a alguns componentes das vacinas como autismo, esclerose múltipla. Os argumentos deste movimento podem ser rebatidas facilmente com milhões de estudos e com a eficácia comprovada de décadas de vacinação. Claro que as vacinas têm alguns riscos, que não estes que falam, mas são raríssimos, e apesar de defenderem que o nosso sistema imunitário tem que dar resposta, a verdade é que ele não da, pois algumas doenças não lhe dão tempo para criar sua defesa.

Vacinar, recusar ou permitir? 12 razões para vacinar o nosso filho. Toda a verdade sobre as vacinas...

Para provar estes argumentos, vou comparar duas realidades em dois diferentes países, Portugal e Angola.
  • Índice de mortalidade infantil em Portugal até aos 5 anos de idade - 4‰ (4 crianças morrem por cada 1000)
  • Índice de mortalidade infantil em Angola até aos 5 anos de idade - 158‰ (158 crianças morrem por cada 1000)
Fonte: Unicef - dados de 2015

Claro que a desnutrição pode ser uma das causas, mas a verdade é que muitas crianças morrem de doenças evitáveis pelas vacinas, o que dizer destes números. Porque será que em Angola morrem crianças com sarampo, rubéola, tétano, tosse convulsa, polimielite, febre amarela, entre outras doenças evitáveis e em Portugal não?

Como podemos constatar o sistema imunitário não consegue responder e não é a falta de cuidados médicos que pode ser desculpa, pois apesar de Portugal ter um sistema de saúde que responde muito melhor a verdade é que poucos são os casos de crianças com estas doenças.
Vacinar, recusar ou permitir? 12 razões para vacinar o nosso filho. Toda a verdade sobre as vacinas...
Podemos mesmo recusar as vacinas?

Sim podemos, mas perante as evidências a regra deve ser vacinar, os movimentos alegam que algumas crianças não foram vacinadas e não ficaram doentes, isso se deve a alguma proteção de grupo que existe na comunidade, para algumas doenças, taxas de cobertura elevadas + 90% confere um factor de proteção, mas nem sempre é assim, como acontece no caso do tétano e como se viu recentemente na Europa Central com a vaga de refugiados do Médio Oriente e África, tendo surgido focos de sarampo e outras doenças quase extintas. As causas apontadas foram as baixas coberturas vacinais de alguns países.

Em Portugal, que tem um sistema organizado com base numa plataforma informática muito arcaica, este fenómeno não ocorreu, por manter as taxas de cobertura vacinal muito elevadas.

6 razões para vacinar o nosso filho

Para conclui o post resolvi resumir algumas das vantagens e motivos que nos devem optar pela vacinação. Relembro que podemos recusar, mas é uma grande responsabilidade aumentar os riscos da nossa criança contrair algumas doenças...

1) as vacinas têm grande perfil de segurança todos os anos milhões de crianças são vacinas sem intercorrências de maior (as reações locais ou ligeira febre são mais comuns)

2) as vacinas não alteram a resposta de nosso sistema imunitário, acabam por o estimular

3) os componentes que a vacina tem são estudados e na sua maioria são inócuos, as reações locais são na maioria das vezes causadas por estes excipientes

4) as crianças vacinadas têm maior proteção contra as doenças

5) as crianças não conseguem desenvolver defesas para certas doenças atempadamente

6) os benefícios das vacinas superam largamente os riscos associadas a algumas vacinas
Vacinar, recusar ou permitir? 12 razões para vacinar o nosso filho. Toda a verdade sobre as vacinas...
Agora que já tem mais informação vamos todos vacinar os nossos pequenos. Não se esqueça de seguir as indicações do seu enfermeiro e esperar sempre 30 minutos após a vacina para prevenir a ocorrência de reações alérgicas.

Descubra alguns posts relacionados
Vacinas
PNV 2017 - novas mudanças
Bexsero, vacinar?
Vacinar o bebé sem choro
Vacinas na gravidez
Alergia a vacinas

Vacinas? Recusar ou permitir? 6 razões para vacinar o nosso filho. Toda a verdade sobre as vacinas...

quinta-feira, fevereiro 16, 2017



O cyclofemina® é um anticoncepcional injectavel indicado na prevenção da gravidez, é um anticoncepcional indicado para a mulher que pretende se proteger com um método de média duração, evitando as falhas e os esquecimentos.

O anticoncepcional cyclofemina® deve ser feito todos os meses, na primeira vez deve ser feito entre o 1° e o 5° dia do ciclo menstrual, nos meses seguintes deve ser feito 27 a 33 dias depois.

Efeitos adversos de cyclofemina®escapes no meio do ciclo, ausência da menstruação, náuseas, vômitos, cefaléia, alteração do peso corporal, acne, hirsutismo, dor e aumento das mamas e irritabilidade.

Efeitos adversos de cyclofemina®

Efeitos adversos de cyclofemina®

quarta-feira, fevereiro 15, 2017



Muconatural® xarope é um medicamento indicado no alívio da tosse seca ou com expectoração.

O xarope muconatural® promove a hidratação do muco, facilitando a sua expulsão e cria uma película que protege as mucosas de agentes irritantes.

Composição do xarope muconatural®: fração polissacarídea derivada da tanchagem e fração flavonóide derivada do tomilho, mel, açúcar de cana, água, sumo de limão, aromas naturais de laranja, limão e pêssego, goma xantana e goma-arábica.
Muconatural® xarope

Posologia do xarope muconatural®

Crianças 
  • 1 a 6 anos - 5 ml duas vezes por dia
  • + de 6 anos - 10 ml duas vezes por dia
Adultos
  • 10 ml duas ou três vezes por dia

Preço do xarope muconatural®: 12 euros

Descubra alguns posts relacionados

Muconatural® xarope



Ai o açúcar, o açúcar... o açúcar é chamado da nova epidemia do século XXI, o seu grande consumo, a aparente dependência que nos causa e os problemas de saúde associados ao seu consumo fizeram os autoridades de saúde iniciar o alerta. Por todo o lado já se notam sinais de combate ao consumo de excesso de açúcar, como taxar os refrigerantes, obrigar as empresas a rotular melhor os seus produtos e diminuir o teor de açúcar nalguns alimentos.

Mas será que os alimentos têm todos açúcar, mesmo os que se dizem com 0% de açúcar?

Ao ler os rótulos, mesmo os que dizem ter 0% de açúcar, pode tentar descobrir alguns destes termos, que revelam o seu açúcar: glicose, glucose, sacarose, frutose, maltose, lactose, dextrose, maltodextrinas, xarope de milho, xarope de açúcar, xarope de agave, xarope de arroz, açúcar invertido, açúcar mascavado, melaço, mel ou açúcar de cana.

Ao passar a ter essa atenção com os rótulos vai descobrir que muitos dos produtos de compramos têm açúcar.
9 truques para retirar o açúcar de sua dieta

Mas vou deixar de comer coisas açucaradas?

Sim, deve evitar os alimentos processados com elevado teor de açúcar, como rebuçados, pastelaria, doces, gelados, bolachas, bebidas refrigerantes, sobremesas, cereais de pequeno-almoço, chocolates, fruta cristalizada, compotas, doces, marmeladas, iogurtes, bebidas de soja, bebidas de arroz, entre outros.

Para o nosso corpo este açúcar não é importante, como falei no post sobre a quantidade de açúcar que devemos ingerir por dia (Que quantidade de açúcar devemos consumir diariamente?) o açúcar é importante para o funcionamento do nosso corpo, mas o açúcar dos alimentos como fruta, leite, arroz, batata, massa, é suficiente.

Como sei que resistir às tentações doces é complicado acabei escrevendo este post para lhe ajudar a diminuir ou mesmo banir o açúcar de sua dieta. Estes truque podem ser uma ajuda nalguns planos alimentares para emagrecer.

9 truques para retirar o açúcar de sua dieta

1) faça refeições pequenas ao longo do dia para evitar longos períodos de fome, após os quais o apetite por alimentos doces é maior

2) beba água regularmente, o consumo de água regular ao longo do dia aumenta nossa saciedade e controla a nossa sensação de fome

3) use a canela nas infusões e chás

4) não faça compras com fome, para evitar a compra dos produtos referidos

5) exclua os alimentos refinados da sua dieta

6) leia os rótulos dos produtos que vai comprar para identificar açúcar escondido

7) faça exercício regularmente, para aumentar os nossos níveis de bem estar

8) prefira alimentos mais naturais e saudáveis, como fruta, legumes e cereais integrais

9) use a fruta para compensar essa necessidade enorme de doces
9 truques para retirar o açúcar de sua dieta

Agora que já leu os truques que sugiro, basta os colocar em prática, eu vou fazer o mesmo....

Descubra alguns posts relacionados

9 truques para retirar o açúcar de sua dieta

terça-feira, fevereiro 14, 2017



Quando fazemos tratamentos com alguns medicamentos o medo que interfiram com nossa pílula anticoncepcional é grande e isso gera sempre duvidas, desta vez vou lhes falar dos cremes e tratamentos vaginais.
Os cremes vaginais cortam o efeito da pílula anticoncepcional?

Os cremes e tratamentos vaginais devem ser feito somente após conselho de seu médico, a dosagem dos princípios ativos neste tipo de medicamentos é menor, pois a absorção é mais bem conseguida e não é precisa grande dosagem para fazer efeito. Mas será que mesmo tendo menos dosagem dos princípios ativos os cremes vaginais cortam o efeito da pílula anticoncepcional? Descubra....

Os cremes vaginais não interferem com a pílula anticoncepcional, ao usar um creme ou pomada vaginal deve manter sua pílula anticoncepcional e seguir as indicações de seu médico, os medicamentos que diminuem a eficácia da pílula anticoncepcional são:

Descubra alguns posts relacionados

Os cremes vaginais cortam o efeito da pílula anticoncepcional?




A população idosa é um dos grupos etários com mais riscos, pois após os 60 anos ocorre um processo natural de degradação de nosso sistema imunitário. Esta alteração leva a que as defesas do organismo estejam diminuídas e isso cause um aumento do risco para contrair as doenças.

Para as doenças evitáveis através da vacinação podemos garantir defesas através das inoculações e estímulo do seu sistema imunitário.

Por isso é que é recomendado a vacinação com maior critério nos idosos.

Descubra as vacinas sugeridas para os idosos:

Tétano e difteria

A vacina do tétano e difteria é recomendada ao longo da vida, nos idosos o esquema recomendado é um reforço de 10 em 10 anos.
Vacina do tétano e difteria


A vacina da gripe sazonal é recomendada anualmente, devido às mutações do vírus da gripe. Todos os anos antes da época gripal o idoso deve-se vacinar para prevenir as ocorrência da gripe. Esta recomendação é especial importante em idosos que têm doenças associadas, como diabetes, obesidade, hipertensão, entre outras.
Vacina da gripe sazonal


Nem sempre é recomendada pelo médico, mas a vacina contra o herpes zoster pode ser uma ajuda na prevenção da zona. É recomendado uma vacina após os 50 anos.


A vacina pneumocócica recomendada em grupos de risco para prevenir pneumonias, meningites, otites, entre outras, é recomendada de 5 em 5 anos (ou somente uma vez na vida quando falamos da vacina pneumocócica de 10 ou 13 serotipos). Informe-se com o seu médico.
Vacina pneumocócica

Descubra alguns posts relacionados

As vacinas sugeridas para os idosos

segunda-feira, fevereiro 13, 2017



A pílula anticoncepcional é uma dos anticoncepcionais mais usados no mundo, graças aos seu elevado grau de eficácia, perfil de segurança e benéficos colaterais que causa à mulher.
Pílula anticoncepcional mais eficaz

A sua composição hormonal confere-lhe uma protecção de 99% contra a gravidez indesejada, um dos índice de Pearl (um índice que nos revela o numero de casos de gravidez em mulheres férteis que fazem a pílula anticoncepcional durante 1 ano - Índice de Pearl da pílula anticoncepcional (0,1 é 1,0 gravidez por cada 100 mulheres)) menos elevados.


Como pode ver o risco de gravidez é extremamente baixo, a mulher pode ficar descansada, que as pílulas anticoncepcionais são todas eficazes independentemente da sua dosagem ou composição, mesmo as chamadas pílulas mais fracas têm eficácia semelhante. Qual é a pílula anticoncepcional mais eficaz?
Pílula anticoncepcional mais eficaz

Não existe a mais eficaz na protecção da gravidez, desde que seja tomada como é recomendado e não sofra interferências de vómitos, diarreia ou outros medicamentos não tem riscos.

E quando a pílula anticoncepcional não é eficaz?

A pílula anticoncepcional deixa de ser eficaz quando a mulher tem atrasos ou esquecimentos de mais de 12 horas, tem diarreia ou vómitos 4 horas após a toma ou faz medicamentos que interferem com a pílula anticoncepcional.

Descubra alguns posts relacionados

Pílula anticoncepcional mais eficaz

domingo, fevereiro 12, 2017



Quando falamos de dores articulares nos lembramos sempre de nossos avós, a verdade é que as pessoas idosas são as principais vítimas deste problema. Com a idade têm mais dores devido ao desgaste das articulações. A principal causa das dores articulares é o desgaste das cartilagens.

As cartilagens funcionam como uma borracha amortecedor que amortece os impactos no nosso corpo. As estarem desgastadas a pessoa vai sentir mais dor e vê sua mobilidade mais limitada.

Aí vai virar o tempo, vai ficar frio, doem-me os ossos...

Não se ria, pois é mesmo verdade que as dores articulares aumentem com o tempo frio e húmido. Funcionando como uma máquina de previsão meteorológica.

Prevenção e cuidados com suas cartilagens

Apesar de estar mais associado aos idosos, o desgaste das cartilagens pode estar associado a outros fatores, para prevenir esteja atento a:
  • obesidade
  • fraturas e entorses
  • alguns desportos (com um impactos, levantamento de pesos, entre outros)
  • algumas doenças
  • predisposição genética
  • enzimas
Dores nas articulações? Descubra as causas...

Para além destes potenciais fatores é importante manter uma atividade física regular, evitar o excesso de peso e usar alguns suplementos alimentares (só sugiro após conselho médico).

Descubra alguns posts relacionados

Dores nas articulações? Descubra as causas...



Sua criança está se coçando sem parar? Não sabe a causa?

Pois, é provável que ela esteja com uma urticaria, uma reacção na pele que é mais frequente em crianças com doenças atópicas, como asma, rinite ou pele atópica (eczemas). As crises de urticaria podem ter varias causas sendo as mais frequentes infecções virais, reações a alimentos e a medicamentos.

Na criança a causa mais frequente são os alimentos, por isso é extremamente importante seguir as indicações de seu médico na introdução fraccionada dos alimentos na dieta do seu bebé.

Sintomas de urticaria

Os sintomas da urticaria podem ser comichão ou coceira e pápulas na pele (manchas rosas na pele).
Urticaria - coceira na criança - dicas para os pais

Devo recorrer ao meu médico? Quando?

Perante um episódio de urticaria, pelo desconforto que causa ao bebé ou criança, deve recorrer ao seu médico, que pode sugerir algum tratamento para aliviar a coceira e outras medidas, é importante estar atenta a alguns sinais de alerta como: dificuldade em respirar, em engolir, rouquidão, inchaço da cara ou pescoço, dor de barriga, vômitos, diarreia e desmaio.

Dicas para si - papá e mamã

Como disse os pais devem seguir as indicações de seu médico, mas claro que podem ter alguns cuidados para aliviar o sofrimento da nossa criança, confira então algumas dicas:
  • use roupa macia e leve
  • evite a exposição ao sol
  • faça duches rápidos com água pouco quente
  • não esfregue a pele, com a toalha, após o banho
  • aplique creme na pele (com base na aveia)
  • vigie a criança e esteja atenta aos sinais de alerta

Descubra alguns posts relacionados

Urticaria - coceira na criança - dicas para os pais

sábado, fevereiro 11, 2017



Vai iniciar o anticoncepcional? Descubra quando deve iniciar?

A indicação mais usual e correta é para a mulher iniciar seu anticoncepcional, primeiro ciclo com anticoncepcional, no primeiro dia da menstruação, apesar desta indicação a mulher pode também iniciar nos dias seguintes da menstruação, desde que se proteja até ao 7° comprimido da primeira cartela.

As cartelas seguintes deve se iniciar após a pausa de descanso que pode ser recomendada entre as cartelas.
Posso tomar anticoncepcional depois da menstruação

Posso tomar anticoncepcional depois da menstruação?

Recebo esta perguntas muitas vezes, o mais indicado é realmente iniciar menstruada, de preferência no primeiro dia para estar mais rapidamente protegida e seu corpo se adaptar mais facilmente.

Nas cartelas seguintes deve sempre iniciar a nova cartela após a pausa ou semana de descanso, mesmo que esteja menstruada. A menstruação da mulher deve descer nesse período sem pílula.
Posso tomar anticoncepcional depois da menstruação

Descubra alguns posts relacionados

Posso tomar anticoncepcional depois da menstruação

sexta-feira, fevereiro 10, 2017



Sua criança está com febre, acabou de perder os sentidos, revirou seus olhos, ficou rígida e começou a tremer? Pois acabou de ter uma convulsão febril, uma convulsão associada à febre.
Convulsão febril - dicas para os pais

A convulsão febril podem atingir uma criança em cada 20 anos, sendo mais comum entre os 6 meses e os 5 anos. Ao contrario da ideia que os pais têm, a convulsão febril pode surgir apenas por um subida súbita da temperatura e não em casos de febre muito elevada.

Sintomas da convulsão febril

Os sintomas que a criança pode revelar são desmaio, olhos revirados, corpo duro, ligeiros tremores, espuma na boca, lábios roxos, perda da urinar e sono (normalmente após a convulsão febril).
Convulsão febril - dicas para os pais

Devo recorrer ao meu ao médico?

As convulsões febris não irão prejudicar a criança, pois não provocam lesões ou alterações cerebrais na criança. Os pais devem falar com o seu médico, pois cerca de um terço das crianças que tiveram uma convulsão febril acabam por ter outro episódio. Hoje sabemos que as crianças com familiares com historia de convulsão febril ou com convulsões febris com febre baixa têm maior risco de repetição.

Dicas para si - papá e mamã

Depois desta convulsão febril acabamos por ficar assustados e em pânico, mas nessa altura é importante termos alguns cuidados para prevenir que a criança de magoe, assim devemos:
  • deitar a criança de lado (posição lateral de segurança)
  • não devemos segurar os membros para parar os tremores
  • não coloque nenhum objecto na boca
  • confira a temperatura
  • use antipirético rectal
  • use medicamento para as convulsões (se o seu médico tiver indicado)
Convulsão febril - dicas para os pais

Depois de uma convulsão febril deve procuro seu médico.

Confira alguns posts relacionados

Convulsão febril - dicas para os pais