28 de março de 2017



O anticoncepcional moliere 20® é uma pílula combinada que é composta por dois tipos de hormonas sintéticas a drospirenona e o etinilestradiol, estando indicada na prevenção da gravidez indesejada.

Efeitos colaterais do anticoncepcional moliere 20®

Como todos os medicamentos o anticoncepcional moliere 20® pode causar alguns efeitos colaterais, descubra-os:
Efeitos colaterais de moliere 20®

Efeitos colaterais frequentes do anticoncepcional moliere 20® (+1 mulher/100, - 1 mulher/10) - humor depressivo, dor de cabeça, enxaqueca, náuseas, perturbações menstruais, hemorragia intermenstrual, dor mamária, leucorreia e monilíase vaginal.

Efeitos colaterais pouco frequentes do anticoncepcional moliere 20® (+ 1 mulher /1.000, - 1 mulher/100) - hipertensão, hipotensão, vómitos, diarreia, acne, eczema, prurido, queda de cabelo, aumento de volume da mama, alterações na líbido, vaginite, retenção de fluidos e alterações de peso corporal.

Efeitos colaterais raros do anticoncepcional moliere 20® (+1 mulher/10.000, - 1 mulher/1.000) - hipersensibilidade, asma, tromboembolismo, secreção mamária e eritema nodoso.

Descubra alguns posts relacionados

Efeitos colaterais de moliere 20®

27 de março de 2017



O período fertil é a fase do ciclo que mais preocupa a mulher que quer evitar uma gravidez, pois é a fase do ciclo onde a mulher tem mais chances de engravidar.
Quando é o período fértil

Durante período fertil são criadas as condições para que o encontro do óvulo e espermatozoide ocorra, e se dê a fecundação e nidação (fixação do ovo no útero). Para que estas condições sejam as ideais todos os órgãos têm relações mediadas pelos hormônios, razão pela qual muitas mulheres me procuram dizendo que estavam no período fertil e não conseguiram engravidar, pois basta uma pequena variação hormonal para que ela até pressinta os sintomas da ovulação e não ovule.

Descobrir o período fertil

A data que ocorre o período fertil varia de mulher para mulher, pois a sua ocorrência depende de muitas fatores, como a duração do ciclo, ciclo regular, ciclos irregulares, algumas doenças, entre outras situações... nas mulheres com ciclos regulares é mais fácil prever a fase mais fertil que normalmente se situa a meio do ciclo menstrual (um ciclo menstrual dura o tempo que decorre entre duas menstruações), podendo ter alguns sintomas como aumento da libido, cólica menstrual, aumento da temperatura (temperatura basal) e presença de mais muco ou corrimento transparente (presença de muco com filância - Método de billings ou muco cervical), portante nesta fase que tem mais chances de engravidar.
Descobrir o período fertil

Nas mulher com ciclos irregulares ou outros problemas hormonais ou doenças é mais difícil prever o ciclo menstrual, mas mesmo assim a mulher pode engravidar.

E as mulheres que tomam anticoncepcionais, como vão ter o ciclo menstrual?

As mulheres que usam o anticoncepcional vão ter um ciclo menstrual alterado, induzido pelo seu anticoncepcional e a sua acção hormonal. O que quer dizer que vão menstruar artificialmente na pausa ou semana de descanso (quando está indicado fazer), não vão ovular, não vão notar sintomas de ovulação e claro não vão engravidar. Mas e o período fertil?
Quando é o período fértil de quem toma anticoncepcional

Quando é o período fértil de quem toma anticoncepcional

A mulher que toma o seu anticoncepcional sem falhas vai ter uma presença de hormônios no seu sangue constante, o que vai causar um adormecimento no seu ciclo reprodutor, como a dose hormonal é constante não vai ter período fertil, na pausa, a quebra hormonal, vai somente promover um sangramento de privação (falta de hormônios).
Quando é o período fértil de quem toma anticoncepcional

Notas importantes:

1) A mulher que não usa anticoncepcionais para evitar a gravidez pode engravidar, mesmo que esteja menstruada (Engravidar menstruada).

2) A mulher que toma anticoncepcional não vai ter período fertil.

3) Não se esqueça de partilhar e comentar este post... 😊

Descubra alguns posts relacionados

Quando é o período fértil de quem toma anticoncepcional



A vacina da febre amarela é uma das formas mais eficaz de prevenir a febre amarela, uma doença infecciosa transmitida por mosquitos portadores do vírus.

A pessoa ao fazer a vacina da febre amarela garante uma defesa contra a doença, e mesmo que seja picada por uma mosquito portador do vírus não vai contrair a doença. Infelizmente a vacina da febre amarela está desaconselhada a crianças com menos de 6 meses (de acordo com a bula, o Ministério de Saúde sugere 9 meses, grávidas e pessoas com mais de 60 anos).
Riscos da vacina da febre amarela


Muito se tem falado nos riscos da vacina da febre amarela, como todos os medicamentos pode realmente causar alguns efeitos colaterais, tais como:

Efeitos colaterais da vacina da febre amarela

Efeitos colaterais muito frequentes da vacina da febre amarela (podem ocorrer em mais de 1 em cada 10 pessoas vacinadas): reacções no local (vermelhidão, nódoas negras, desconforto, dor, inchaço ou nódulo duro) e dor de cabeça.

Efeitos colaterais frequentes da vacina da febre amarela (podem ocorrer em menos de 1 em cada 10 pessoas vacinadas): mal-estar geral, diarreia, dores musculares, febre e fraqueza.

Efeitos colaterais pouco frequentes da vacina da febre amarela (podem ocorrer em menos de 1 em cada 100 pessoas vacinadas): dores nas articulações, de estômago e glânglios inchados.

Para além dos efeitos colaterais devo ainda fala nos riscos de reacção alérgica, presentes em todas as vacinas, razão pela qual deve sempre esperar junto do seu médico/ enfermeiro 30 minutos após fazer a vacina da febre amarela para prevenir sua ocorrência. Os sintomas de reação alérgica podem ser coceira, urticária, inchaço da face, lábios, língua ou outras partes do corpo, dificuldade em engolir ou respirar e perda de consciência.

A bula de algumas vacinas no mercado alertam para o risco de ocorrência de outras reações (muito raras), nalguns órgãos como cérebro e nervos (febre alta com dor de cabeça e confusão, cansaço extremo, rigidez do pescoço, inflamação do cérebro e dos tecidos nervosos, convulsões e perda de movimento). Estas informações encontrei no post sobre a stamaril® no site folheto.net.
video

Não se esqueça de comentar e partilhar o post... :)

Descubra alguns posts relacionados

Riscos da vacina da febre amarela



O anticoncepcional moliere 30® é uma pílula combinada que é composta por dois tipos de hormonas sintéticas a drospirenona e o etinilestradiol, estando indicada na prevenção da gravidez indesejada.

Como todos os medicamentos o anticoncepcional moliere 30® pode causar alguns efeitos colaterais, descubra-os:

Efeitos colaterais do anticoncepcional moliere 30®

Efeitos colaterais frequentes do anticoncepcional moliere 30® (+1 mulher/100, - 1 mulher/10) - humor depressivo, dor de cabeça, enxaqueca, náuseas, perturbações menstruais, hemorragia intermenstrual, dor mamária, leucorreia e monilíase vaginal.

Efeitos colaterais pouco frequentes do anticoncepcional moliere 30® (+ 1 mulher /1.000, - 1 mulher/100) - hipertensão, hipotensão, vómitos, diarreia, acne, eczema, prurido, queda de cabelo, aumento de volume da mama, alterações na líbido, vaginite, retenção de fluidos e alterações de peso corporal.

Efeitos colaterais raros do anticoncepcional moliere 30® (+1 mulher/10.000, - 1 mulher/1.000) - hipersensibilidade, asma, tromboembolismo, secreção mamária e eritema nodoso.

Descubra alguns posts relacionados

Efeitos colaterais de moliere 30®

26 de março de 2017




A catuaba é uma bebida alcoólica muito popular no Brasil devido às suas propriedades afrodisíacas. A catuaba é uma bebida alcoólica fermentada que é preparada a partir dos ramos, casca da raiz e folhas da planta catuaba ou alecrim-do-campo

Para além de ser conhecida pela acção afrodisíaca, também lhe são atribuídas outras propriedades como melhoria de quadros de insónia, cansaço, fadiga e nervosismo.

Propriedades medicinais da catuaba

As propriedades descrita da catuaba são:
- afrodisíaca
- estimulante energética
Propriedades medicinais da catuaba

Como usar a catuaba

A catuaba pode ser usada através de infusão ou como bebida (bebida alcoólica à venda).

Notas importantes:

1) Por se tratar de bebida alcoólica não aconselho o seu consumo como estimulante sexual, pois o álcool tem um efeito perverso em nosso corpo.

2) O consumo excessivo pode causar dores de cabeça.

3) O uso de catuaba está contra-indicado em grávidas, jovens com mesmo de 18 anos, e pessoas com doenças cronicas (diabetes, HTA, cardíacos, glaucoma, entre outros).

Ligações que consultei para escrever este post

Catuaba - propriedades



O índice glicêmico (IG) traduz a capacidade que os hidratos de carbono têm de elevar os valores de nosso açúcar no sangue (glicemia). Esta diferenciação surgir a alguns anos, pois se verificou que os diferentes alimentos tinham conseguiam elevar o valor de glicemia de forma diferente.

Para o diabético o índice glicêmico (IG) ganha assim um papel muito relevante, para controlar os seus valores de glicemia, sabendo que alguns alimentos podem causar subidas abruptas e outras menos evidentes.
Índice glicémico (IG) nos alimentos (aveia, arroz, frutas...)

Era comum os profissionais de saúde alertarem para o consumo de dois alimentos com hidratos lentos e rápidos, nas pequenas refeições, para prevenir subidas e descidas rápidas dos valores de glicemia.

Quando comparamos os alimentos temos a referencia da acção da glicose, é esta referência que usamos como padrão, assim dividimos os alimentos em:
  • alimentos com IG alto (≥ 70 na escala da glicose)
  • alimentos com IG médio (56 a 69 na escala da glicose)
  • alimentos com IG baixo (≤ 55 na escala da glicose)

Índice glicémico (IG) nos alimentos

Descubra os valores de índice glicémico (IG) nalguns alimentos.

Alimentos com índice glicémico (IG) alto (≥ 70 na escala da glicose)
  • glucose - 103
  • bolachas de arroz - 87
  • puré de batata instantâneo - 87
  • leite de arroz - 86
  • cornflakes - 81
  • papas de aveia instantâneas - 79
  • batata cozida - 78
  • papas de arroz - 78
  • melancia crua - 76
  • pão de trigo branco - 75
  • pão integral - 74
  • arroz branco cozido - 73
Índice glicémico (IG) nos alimentos (aveia, arroz, frutas...)

Alimentos com índice glicémico (IG) médio (56 a 69 na escala da glicose)
  • biscoitos de flocos de trigo - 69
  • arroz integral cozido - 68
  • couscous - 65
  • pipocas - 65
  • sucrose - 65
  • abóbora cozida - 64
  • batata cozida doce - 63
  • batata frita - 63
  • mel - 61
  • refrigerantes - 59
  • ananás cru - 59
  • muesli - 57
  • batata frita (pacote) - 53
Índice glicémico (IG) nos alimentos (aveia, arroz, frutas...)

Alimentos com índice glicémico (IG) baixo (≤ 55 na escala da glicose)
  • papas de flocos de aveia - 55
  • noodles de arroz - 53
  • milho doce - 52
  • gelado - 51
  • esparguete - 49
  • esparguete integral - 48
  • tortilha de milho - 46
  • iogurte de fruta - 41
  • chocolate - 40
  • leite gordo - 39
  • leite magro - 37
  • leite de soja - 34
  • cevada - 28
  • frutose (açúcar da fruta) - 15
Índice glicémico (IG) nos alimentos (aveia, arroz, frutas...)

Descubra alguns posts relacionados

Índice glicémico (IG) nos alimentos (aveia, arroz, frutas...)

25 de março de 2017



A vacina da febre amarela é a forma mais eficaz de prevenir esta doença grave, que é propagada através da picada de mosquitos portadores do vírus.

Composição da vacina da febre amarela

A vacina da febre amarela tem na sua composição uma porção do vírus da doença vivo ou atenuado (estirpe 17 D-204, por exemplo) e outros componentes para garantir sua conservação, tais como lactose, sorbitol, cloridrato de L-histidina, L-alanina, cloreto de sódio, cloreto de potássio, fosfato dissódico, fosfato monopotássico, cloreto de cálcio, sulfato de magnésio e água para injectáveis.
Vacina da febre amarela

Posologia da vacina da febre amarela

A vacina da febre amarela está indicada para crianças (com mais de 6 meses de idade) e adultos, sendo sugerida uma vacina de 10 em 10 anos (reforço), para garantir proteção contra a picada dos mosquitos infectados.

A vacina da febre amarela deve ser administrada pelo seu médico ou enfermeiro, no braço.

Efeitos colaterais da vacina da febre amarela

Como todas as vacinas a da febre amarela pode causar algumas reacções no local (vermelhidão, nódoas negras, desconforto, dor, inchaço e endurecimento) e no nosso corpo tais como dor de cabeça, mal-estar geral, diarreia, dores musculares, febre, fraqueza, dores nas articulações, dores de estômago e glânglios inchados.

Descubra alguns posts relacionados

Vacina da febre amarela



A stevia ou estévia é uma planta com forte poder adoçante, que tem sido introduzida em nossa dieta pelos elevado valor adoçante (folha seca de stevia ou estévia é até 20 vezes mais doce que o açúcar de cana e o extrato de stevia é 300 vezes mais doce), como substituta natural do açúcar.
Stevia e o anticoncepcional

Algumas mulheres que resolvem introduzir a stevia na alimentação acabam por ter receio que ela interfira com seu anticoncepcional. Será que a stevia interfere com o nosso anticoncepcional?
Stevia e o anticoncepcional

Stevia e o anticoncepcional

Os anticoncepcionais não perdem seu efeito por causa da stevia, ela não interfere com a sua eficácia, por outro lado deve-se lembrar que os medicamentos que diminuem a eficácia são: carbamazepina, griseofulvina,oxcarbazepina, etosuximida, fenobarbital, fenitoina, primidona, lamotrigine, rifampicina, ritonavir,hipericão e topiramato. Não se esqueça de se proteger se usar algum destes medicamentos, para saber mais pode assistir ao video em baixo, não se esqueça de comentar o post (Antibiótico? Saiba mais?)

Descubra alguns posts relacionados

Stevia e o anticoncepcional

24 de março de 2017



A mudança do dia da menstruação é muitas vezes desejado pelas mulheres, para as mulheres que usam anticoncepcionais hormonais combinados é mais fácil, pois a sua menstruação ou sangramento de privação vai descer na pausa ou semana de descanso do seu ciclo, normalmente entre as cartelas ou no final de cada ciclo de anticoncepcional.
Qual forma mais segura de mudar o dia da menstruação?

As mulheres que não usam anticoncepcional é mais difícil, embora algumas iniciem o seu uso ou usem alguns dias um anticoncepcional para conseguir adiar ou mudar o dia de sua menstruação, a verdade é que não sugiro que façam isso, pois o corpo não está habituado ao anticoncepcional e pode até ter aumento do fluxo, duração e data da menstruação.

Então se quero mudar o dia em que vou menstruar, qual é forma mais segura de mudar o dia da menstruação?

Ok, então para as mulheres que suam anticoncepcional vou passar a explicar a forma mais segura, as formas, pois vou ensinar duas... 

Imaginemos que quer mudar o dia de sua menstruação daqui a um mês ou dois, nesse caso pode mudar o seu dia da menstruação fazendo menos dias de pausa no final desta cartela, se fizer 7 dias de pausa no final da cartela, pode passar a fazer 3 a 4 dias de pausa conseguindo desta forma antecipar a sua menstruação 4 a 3 dias, no próximo mês. Como vê esta primeira forma é extremamente fácil, durante esta alteração pode notar algumas alterações em sua menstruação, mas continua protegida da gravidez.
Qual forma mais segura de mudar o dia da menstruação?

A segunda forma de alterar é também bem simples, vamos imaginar que está tomando a cartela e no finalzinho de seu ciclo vai estar na praia ou de férias, para mudar o dia de sua menstruação basta, após o final da cartela (comprimidos ativos ou com hormônios), fazer mais uns dias de pílula (de outra cartela), quando quiser menstruar basta fazer a pausa de descanso habitual e depois iniciar nova cartela completa. Ao mudar o dia da menstruação desta forma continua protegida da gravidez.

Não se esqueça de partilhar e comentar este post... :)

Descubra alguns posts relacionados

Qual forma mais segura de mudar o dia da menstruação?

23 de março de 2017



A menstruação é um sangramento cíclico que ocorre no inicio do ciclo menstrual e que marca a descamação do endométrio, por não ter acontecido a nidação do ovo (gravidez). A mulher que menstrua sabe assim que não está grávida, pois o seu endométrio se descamou.


O que acabei de descrever é o que acontece num ciclo menstrual regular, mas há mulheres que não menstruam todos os meses, dizemos que são mulheres com ciclos menstruais irregulares, nesta situação a menstruação pode estar ausente ou surgir em alturas diferentes.

Mas se a menstruação marca o inicio/ fim do ciclo menstrual (descamação do endométrio), é possível engravidar menstruada?

Engravidar menstruada

Muitas mulheres têm a percepção que durante a menstruação não têm riscos de gravidez, será que podem engravidar mesmo menstruadas? Vamos falar nos riscos das mulheres que não usam anticoncepcional.
Engravidar menstruada

Mulheres que não usam anticoncepcional

As mulheres que não usam anticoncepcional tem riscos de gravidez, que são maiores na fase mais fertil (período fertil), mas a verdade é que também têm riscos de gravidez durante todo o ciclo mesmo na menstruação... é possível engravidar menstruada, senão usar anticoncepcional? Sim é, tem riscos de gravidez.

Mulheres que usam anticoncepcional

As mulheres que usam anticoncepcional hormonal sem falhas seguindo as indicações de seu médico, quando fazem pausa de descanso e menstruam continuam protegidas e não têm riscos de gravidez. É possível engravidar menstruada, se usar anticoncepcional? Não é possível, vai estar protegida, pois o anticoncepcional (hormonal) não vai permite que ovule.
Não se esqueça de comentar e partilhar este post, descubra também os efeitos que os anticoncepcionais podem causar em nossa menstruação.
Engravidar menstruada

Descubra alguns posts relacionados

Engravidar menstruada