10 de fevereiro de 2017

Convulsão febril - dicas para os pais



Sua criança está com febre, acabou de perder os sentidos, revirou seus olhos, ficou rígida e começou a tremer? Pois acabou de ter uma convulsão febril, uma convulsão associada à febre.
Convulsão febril - dicas para os pais

A convulsão febril podem atingir uma criança em cada 20 anos, sendo mais comum entre os 6 meses e os 5 anos. Ao contrario da ideia que os pais têm, a convulsão febril pode surgir apenas por um subida súbita da temperatura e não em casos de febre muito elevada.

Sintomas da convulsão febril

Os sintomas que a criança pode revelar são desmaio, olhos revirados, corpo duro, ligeiros tremores, espuma na boca, lábios roxos, perda da urinar e sono (normalmente após a convulsão febril).
Convulsão febril - dicas para os pais

Devo recorrer ao meu ao médico?

As convulsões febris não irão prejudicar a criança, pois não provocam lesões ou alterações cerebrais na criança. Os pais devem falar com o seu médico, pois cerca de um terço das crianças que tiveram uma convulsão febril acabam por ter outro episódio. Hoje sabemos que as crianças com familiares com historia de convulsão febril ou com convulsões febris com febre baixa têm maior risco de repetição.

Dicas para si - papá e mamã

Depois desta convulsão febril acabamos por ficar assustados e em pânico, mas nessa altura é importante termos alguns cuidados para prevenir que a criança de magoe, assim devemos:
  • deitar a criança de lado (posição lateral de segurança)
  • não devemos segurar os membros para parar os tremores
  • não coloque nenhum objecto na boca
  • confira a temperatura
  • use antipirético rectal
  • use medicamento para as convulsões (se o seu médico tiver indicado)
Convulsão febril - dicas para os pais

Depois de uma convulsão febril deve procuro seu médico.

Confira alguns posts relacionados

0 Comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... não revele nenhum dado ou informação confidencial no seu preenchimento.