quarta-feira, fevereiro 27, 2013

BSE, doença das vacas loucas

BSE, doença das vacas loucas

A doença das vacas loucas ou encefalopatia espongiforme bovina (BSE) é uma doença degenerativa que afeta progressivamente o cérebro dos bovinos. Começam a tremer, perdem o controlo dos seus movimentos e morrem rapidamente. Ao nível biológico, a doença caracteriza-se pelo facto de conferir ao cérebro doente a aparência de uma esponja - um sinal que apenas se constata nas autópsias.

A doença das vacas loucas ou encefalopatia espongiforme bovina (BSE) é uma doença degenerativa que afeta progressivamente o cérebro dos bovinos. Começam a tremer, perdem o controlo dos seus movimentos e morrem rapidamente. Ao nível biológico, a doença caracteriza-se pelo facto de conferir ao cérebro doente a aparência de uma esponja - um sinal que apenas se constata nas autópsias.

A doença é provocada por partículas chamadas "priões", que são versões anormais de uma proteína que, na sua versão normal, se encontra presente à superfície das células cerebrais dos bovinos. Quando os priões anormais entram em contacto com as proteínas normais, têm a capacidade de fazer com que as proteínas normais se tornem também anormais, ocorre uma espécie de "contágio". A multiplicação de partículas anormais no cérebro provoca a doença.

Atualmente não têm cura e pode ser contagiada ao ser humano. A variante humana é a doença de Creutzfeldt-Jakob (DCJ). Enquanto a doença das vacas loucas é uma encefalopatia espongiforme dos bovinos, a doença de Creutzfeldt-Jakob é uma encefalopatia espongiforme humana.
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.