sábado, maio 03, 2014

Cera nos ouvidos

Cera nos ouvidos

O cerúmen ou cera dos ouvidos é uma secreção de cera produzida pelas glândulas sebáceas do canal auditivo. Este composto tem como finalidade evitar que as bactérias e outros microrganismos se instalem no canal auditivo. O cerúmen tem uma função anti-microbiana devido ao seu pH ácido. A limpeza excessiva e alterações das glândulas sebáceas podem levar a uma produção excessiva de cera o que altera a audição e pode causar certos zumbidos, especialmente depois do banho.

A cera não deve ser removida, pois funciona como um tampão de protecção. As pessoas com excesso de produção não devem usar objectos estranhos na remoção, devem usar a água do chuveiro morna, usar um dissolvente em spray ou em último recurso recorrer a um especialista para aspirar o cerúmen. As alterações de audição podem estar relacionadas com perdas auditivas e não com o excesso de cerúmen. As lavagens auriculares estão desaconselhadas.

Decibéis e a perda de audição

O ruído é medido por decibéis. O decibel (dB) é uma unidade que nos permite saber a intensidade de um som. Se o ruído tiver mais que 90 decibéis, numa exposição permanente, pode causar perda auditiva, se o ruído tiver mais que 120 decibéis pode causar danos irreversíveis mesmo numa curta exposição. É importante proteger o ouvido com tampões e evitar a exposição prolongada.

Fontes bibliográficas
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.