quarta-feira, maio 28, 2014

Rinite, asma e ácaros

Rinite, asma e ácaros

Rinite alérgica

A rinite alérgica é uma doença inflamatória do nariz iniciada pela exposição a factores ambientais alérgenos. Os sintomas da rinite alérgica são: espirros, comichão no nariz, pingo e obstrução (quadro idêntico a uma constipação). A asma e a rinite coexistem, a maioria dos doentes com asma também sofre de rinite. Os principais factores que estão na origem da rinite são os ácaros, fungos, pólenes, insectos, alimentos e agentes poluentes. A avaliação e seguimento clínico possibilitarão o diagnóstico precoce de asma brônquica associada.

Soluções caseiras: usar spray de soro fisiológico, aplicar soro fisiológico nas narinas, beber muitos líquidos, inalar vapor de água com gotas de óleo de eucalipto, aplicar toalha quente na face, não fumar, evitar consumo de bebidas alcoólicas e a frequência de ambientes com má qualidade do ar.

Asma

A asma é uma doença crónica, que se caracteriza pelo estreitamento dos brônquios, este estreitamento acontece como resultado da contracção e inflamação das paredes brônquicas e do aumento das secreções. Como resultado destas alterações ocorre uma sensação de falta de ar e consequentemente o ar tem dificuldade em entrar. Estas crises podem ser desencadeadas por alergias, irritações, infecções, esforço ou emoções. A asma não tem cura, no entanto, há medicamentos que ajudam a prevenir e a controlar as crises. Para evitar as crises deve ter alguns cuidados em casa, tais como: arejar a casa para diminuir a humidade, usar colchão ou almofada de esponja de borracha, usar cobertores sintéticos e cortinados laváveis, não ter alcatifas ou tapetes felpudos, limpar pó com pano húmido, limpar a casa com aspirador, arrumar livros e revistas em armários fechados, ter brinquedos facilmente laváveis e evitar animais de companhia como gatos ou cães.

Descubra as principais espécies de plantas exteriores responsáveis pela libertação de alergénos: azeda, castanheiro, eucalipto, pinheiro, amieiro, azinheira, carvalho, cipreste, plátano, quenopódio, sobreiro, tanchagem, artemísia, vidoeiro, gramíneas, oliveira e parietária.

Ácaros

Os ácaros do pó da casa são pequenos parasitas que causam problemas quando provocam reacções alérgicas. Eles estão presentes numa habitação em todas as superfícies tipo tecidos, colchões, almofadas, cortinados ou sofás. A sua presença neste tipo de superfícies deve-se ao grau de calor e humidade que favorece o seu desenvolvimento e crescimento.

O que pode fazer contra os ácaros?

Pode-se fazer uma terapêutica para prevenir alergia a ácaros – imunoterapia (vacinas antialergénicas) e tomar medidas para reduzir a carga alergénica como retirar alcatifas ou tapetes, preferir sofás de couro liso, arejar bem os quartos, lavar a roupa da cama a 60ºC, usar colchões de fibras naturais, substituir os colchões velhos (mais de 8 anos) e evitar a formação de pó nas divisões da casa.

Fontes bibliográficas
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.