quarta-feira, outubro 26, 2016

Rifampicina

Rifampicina

A rifampicina é um antituberculosos indicado para tratar as infecções por bactérias gram-positiva (Stafilococcus e Streptococcus, Pneumococcus, Clostridium) e gram-negativo (Proteus, Pseudomonas, E. coli, Aerobacter, Shigella e Salmonella) e tuberculose.

Como tomar a rifampicina

Tratamento na tuberculose:
  • adultos sem tratamentos anteriores
    • - 50 Kg de peso - 450 mg de rifampicina/ dia
    • + 50 kg de peso - 600 mg de rifampicina/ dia
  • adultos com tratamento anterior
    • primeiros 2 meses - 600 mg de rifampicina/ dia
    • meses seguintes - 600 mg de rifampicina/ dia (tratamento bissemanal com 900 mg de rifampicina)
  • crianças
    • até 7 anos - 10 mg/kg/dia de rifampicina
    • mais de 7 anos - 20 mg/kg/dia de rifampicina

Efeitos secundários da rifampicina: náuseas, vómitos, diarreia, urticária, síndrome gripal com febre, arrepios, tonturas, falta de ar, trombocitopenia, eosinofilia, leucopenia, inchaço, urina, fezes e lágrimas laranjas ou vermelhas.

A rifampicina e outros medicamentos

Alguns medicamentos podem interferir com a rifampicina, descubra-os: β-bloqueantes, anticoagulantes orais, contraceptivos orais, antidiabéticos orais, anti-epilépticos, corticosteróides, digitálicos, ciclosporina e isoniazida.

Fontes bibliográficas
infarmed.pt
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.