Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

yes

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
Florais de Bach para a ansiedade

Os florais de Bach atuam nos nossos estados emocionais que foram definidos pelo Dr. Edward Bach, como os estados mais críticos do nosso ser, nos quais os florais podem nos trazer benefícios e fortalecer o nosso bem-estar. 

No caso da ansiedade passa-se a mesma situação, a ansiedade não é um estado emocional, é antes uma consequência de um estado emocional, a ansiedade resulta de uma alteração emocional que desencadeia o estado de alerta e descontrolo permanente.

Com os florais de Bach podemos aliviar o medo, o excesso de trabalho, a impaciência, o desinteresse ou mesmo o entusiasmo de forma a combater a ansiedade nas suas causas.

Os florais de Bach vão desta forma dar à pessoa mais controlo sobre as causas diminuindo os episódios ansiosos. Mas afinal que florais podem ajudar?

Se a causa de sua ansiedade for:

Medo - Aspen (medo de causas desconhecidas), Cherry Plum (medo de perder o controle), Mimulus (pessoas com fobias a elevador, avião, de escuro, entre outros), Rock Rose (pessoas com sentimento de terror e ansiedade) e Star of Bethlehem (pessoas que viveram experiências traumáticas) 

Dificuldade em se afirmar - Centaury (dificuldade em dizer não)

Falta de confiança - Cerato (falta de confiança) e White Chestnut (falta de controle sobre o pensamento) 

Excesso de trabalho - Elm (sobrecarga por excesso de responsabilidade), Oak

Desespero - Gorse (desespero) e Walnut (pessoas que precisam de adaptar às mudanças)

Impaciência - Impatiens (pessoas sem paciência em aceitar o ritmo dos outros)

Desinteresse - Wild Rose (pessoas apáticas e sem interesses) e Wild Oat (pessoas sem rumo)

Para saber mais sobre os florais de Bach visite este post. Não se esqueça de procurar ajuda de profissionais credenciados.

Fontes bibliográficas
Comente...

Olá, pode deixar seu comentário... se lembre que a informação neste post é apenas para aumentar seu conhecimento sobre o tema... não deixe de procurar seu médico... muito obrigado... Carlos Edgar