sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Toxoplasmose - medidas de prevenção

Toxoplasmose - medidas de prevenção

A toxoplasmose é uma infeção crónica causada por um protozoário denominado Toxoplasma gondii, que atinge indivíduos com imunidade diminuída como os seropositivos e grávidas. A infeção pode ser contraída através do consumo de carne crua ou mal passada, manipulação de fezes de gato e transfusões sanguíneas. Durante a gravidez a mãe pode transmitir a infeção ao feto podendo dar origem a graves complicações como cegueira, atrasos mentais, paralisia cerebral e surdez. É uma infeção assintomática e se detetada em seropositivos, grávidas e recém-nascidos pode ser tratada com antiparasitantes.

A doença não se transmite de pessoa para pessoa. Todas as mulheres devem fazer um estudo laboratorial sobre a toxoplasmose, antes ou no início de uma gravidez. A grávida deverá efetuar o seu acompanhamento laboratorial sempre no mesmo laboratório e deverá sempre ter os seguintes cuidados, mesmo que esteja imune à toxoplasmose:
  • Evitar o contacto com animais domésticos (gatos);
  • Utilizar luvas nas atividades de jardinagem;
  • Ingerir os alimentos bem cozinhados;
  • Lavar as frutas e legumes (mergulhe os legumes numa solução de água e 3 gotas de lixívia ou vinagre durante 30 a 40 minutos);
  • Não ingira frutas e vegetais frescos fora de casa;
  • Evitar comer bolos e cremes de ovos;
  • Evitar consumo de salsichas frescas, fiambre, enchidos, presunto e hambúrgueres. carlosedgar.com

O que é a toxoplasmose?

A toxoplasmose é uma infeção crónica causada por um protozoário denominado Toxoplasma gondii, normalmente passa despercebida, podendo ter consequências graves em indivíduos com imunidade diminuída como os seropositivos e as grávidas. As grávidas não imunes à toxoplasmose podem vir a desenvolver a doença com complicações para o bebé.

Como se pode prevenir a toxoplasmose?

O toxoplasma pode nos contagiar através da carne crua ou mal passada, transfusões sanguíneas e fezes de gato, por isso é vital ter alguns cuidados, tais como: evitar o contacto com animais domésticos (gatos), utilizar luvas nas atividades de jardinagem, ingerir os alimentos bem cozinhados, lavar as frutas e legumes (mergulhe os legumes numa solução de água e 3 gotas de lixívia ou vinagre durante 30 minutos), não ingerir frutas e vegetais frescos fora de casa, evitar comer bolos e cremes de ovos, evitar o consumo de leite não pasteurizado e evitar o consumo de salsichas frescas, fiambre, enchidos, presunto e hambúrgueres. Estes cuidados devem ser adotados por grávidas que não sejam imunes (nunca tiveram a doença).

Quais as consequências da toxoplasmose na gravidez?

As sequelas da toxoplasmose atingem o bebé. A cegueira, os atrasos mentais, a paralisia cerebral e a surdez são algumas consequências possíveis.

Como sei se estou imune à toxoplasmose?

O protocolo de seguimento da gravidez compreende a realização de análises à imunidade à toxoplasmose, as suas análises revelam se é imune ou não. Os valores que são medidos são o antigénio IgG e o antigénio IgM.

Fontes bibliográficas
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.