-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page

A gripe A é um tipo de gripe associada aos suínos (gripe suína), por terem sido estes animais o foco de transmissão para os seres humanos, devido à grande capacidade de mutação que o vírus da gripe possui. A gripe A deve seu nome ao tipo de vírus causador, trata-se de um vírus da gripe tipo A, estirpe H1N1.

A gripe A é uma gripe com os sintomas muito semelhantes ao da gripe sazonal, embora seja mais virulenta, o que pode trazer maiores riscos para as populações mais vulneráveis, os sintomas mais comuns da gripe A (H1N1) são:
  • dores no corpo
  • dores de cabeça
  • dores musculares
  • dores de garganta
  • tosse persistente
  • espirros
  • calafrios
  • arrepios
  • pingo ao nariz
  • cansaço
  • febre acima de 38ºC
  • diarreiavómitos (casos mais raros)


O seu grau de virulência pode ser maior nos idosos com mais de 65 anos, doentes imunodeprimidos, crianças, grávidas, doentes crónicos e doentes transplantados. Nestas pessoas a gripe pode trazer algumas complicações como doenças respiratórias, pneumonias e até a morte.

Formas de contágio e prevenção da gripe A

Formas de contágio da gripe A

A gripe A tem como principal forma de contágio é através da inalação de gotículas de saliva dos doentes com gripe. Os doentes com sintomas de gripe ao espirrarem, tossirem, assoarem e falarem libertam pequenas gotículas de saliva que ao entrar em contato com as nossas mucosas (nariz, olhos e boca) causam o quadro gripal.

Como prevenir a gripe  A

Tratamento da gripe A

O tratamento para a gripe A, em quadros mais complicados, é feito com recursos a medicamentos antivirais como o  oseltamivir ou zanamivir, medicamentos apenas disponíveis em meio hospitalar.

Para tratar um quadro de gripe em pessoas saudáveis devemos nos focar apenas no alivio dos sintomas, pois a gripe é uma doença benigna que acaba por passar - descubra algumas medidas para tratar os sintomas da gripe.

Fontes bibliográficas