Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

yes

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
A lantus® é uma insulina basal, contém insulina glargina (um análogo da insulina com uma ação de duração prolongada) que é indicada no tratamento da diabetes em adultos, adolescentes e crianças com mais de 2 anos.

Lantus® (insulina glargina)

Composição de insulina lantus®

Cada ml de lantus® tem cerca de 100 unidades de insulina glargina. A apresentação da insulina lantus® é em cartuchos, cada cartucho pode ter 5 ml de solução, o que equivale a 500 unidades ou 10 ml, que equivale a 1000 unidades.

Posologia recomendada da insulina lantus®

A dose e a hora de lantus® deve ser definida pelo seu médico, pois cada pessoa tem o seu esquema individual, de acordo com sua alimentação, valores de glicemia, peso, entre outros aspectos. A dose é traduzida em unidades de insulina.

Como administrar a insulina lantus®

A insulina lantus® deve ser administrada via subcutânea, devendo ser administrada no abdomen, cochas ou braços (confira a figura).

Onde administrar a insulina lantus®
Onde administrar a insulina lantus®
Deve se injectar a dose recomendada variando os locais de administração. Confira o video.



Interacções medicamentosas com a insulina lantus®

Alguns medicamentos e substâncias podem aumentar os riscos de hipoglicemia (redução da glicemia - valores de açúcar no sangue), como os antidiabéticos orais, inibidores da enzima de conversão da angiotensina (IECA's), disopiramida, fibratos, fluoxetina, inibidores da monoaminoxidase (IMAO), pentoxifilina, propoxifeno, salicilatos, pentamidina, antibióticos sulfonamídicos, beta-bloqueadores, clonidina, sais de lítio e bebidas alcoólicas (fonte: ema.europa.eu).

Outros medicamentos podem interferir com o efeito de redução da glicemia da insulina lantus® como corticosteroides, danazol, diazóxido, diuréticos, glucagon, isoniazida, estrogénios, progestagénios, derivados das fenotiazinas, somatropina, epinefrina, adrenalina, salbutamol, terbutalina, hormonas tiroideias, clozapina e olanzepina (fonte: ema.europa.eu).

Fontes bibliográficas
ema.europa.eu
infarmed.pt
Comente...

Olá, pode deixar seu comentário... se lembre que a informação neste post é apenas para aumentar seu conhecimento sobre o tema... não deixe de procurar seu médico... muito obrigado... Carlos Edgar