-->



Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page

A saída de secreções da vagina é comum e funciona como uma defesa da mucosa vaginal, o corrimento vaginal normal tem um aspeto translúcido, tipo clara de ovo, e não tem cheiro. A saída de muco resulta da descamação celular das paredes vaginais e que vai funcionando como uma proteção da flora vaginal das bactérias. O corrimento quando entra em contacto com o penso diário ou roupa interior ganha uma coloração amarela.

Alterações no corrimento

O corrimento pode sofrer alterações e surgir com outra coloração, as principais causas destas alterações são as infeções, como a vaginose, tricomoníase, candidíase (corrimento branco), clamídia, mioplasma e gonorreia, uso de produtos de higiene intima que podem alterar o pH da vagina, uso de antibióticos (diminuição dos lactobacilos), diminuição da imunidade do organismo (stresse ou ansiedade), uso de preservativo, ter muitos parceiros sexuais, uso de cremes vaginais, endometriose, infeção das trompas, feridas no colo do útero, paredes vaginais ou trompas.

O corrimento branco e espesso
O corrimento vaginal branco espesso acompanhado de comichão; coceira ou queimação é um dos principais sinais da candidiase vaginal.

A candidiase vaginal
A candidiase vaginal é uma infeção vaginal fúngica provocada pelo fungo Candida albicans. Este fungo também é responsável pela candidíase e aparecimento dos sapinhos nos bebés.

Sintomas da candidiase: comichão, o corrimento branco ou amarelo espesso, ardor e vermelhidão (inflamação da vulva).

As causas da candidiase vaginal
As principais causas da candidíase vaginal são a roupa sintética, gravidez, menopausa, anticoncecionais, diabetes, alguns medicamentos, higiene intima com sabonetes agressivos e diminuição da imunidade em casos de fadiga extrema, stresse, e ansiedade.

O tratamento da candidiase vaginal
O corrimento branco e espesso revela que a mulher tem uma candidíase, nesta situação deve recorrer ao seu médico para fazer tratamento. O tratamento mais comum é a aplicação de um creme ou óvulos de clotrimazol.

Como fazer a higiene intima

A mulher deve ter alguns cuidados para prevenir a ocorrência de infeções vaginais ou urinárias, alguns cuidados: lavar as mãos antes e depois de ir ao WC, não abusar dos produtos de higiene feminina, usar roupa interior de algodão, efetuar a higiene diária com sabão pH neutro, limpar a região perianal da frente para trás, evitar a prática de sexo anal alternado com penetração vaginal, mudar o tampão de 3 em 3 horas, usar roupas pouco apertadas e frequentar as consultas anuais de planeamento familiar.

Fontes bibliográficas
O que perguntamos sobre saude - carlos edgar
Saude 24 horas - carlos edgar