terça-feira, março 12, 2013

Diarreia e gastroenterites

Diarreia e gastroenterites

Os nossos intestinos possuem biliões de bactérias e leveduras que produzem vitamina k e vitaminas do complexo B que facilitam a digestão de certos alimentos. Esta ação leva a que a flora intestinal esteja em equilíbrio. Quando este equilíbrio é alterado pode surgir uma diarreia.
As diarreias podem ter muitas causas: infeciosas (provocada por vírus ou bactérias), infantil (provocada por rotavírus), do viajante, por parasitose (parasitas), medicamentosa e alimentar.

A gastroenterite é uma infeção, de origem viral, bacteriana ou parasitária, que causa diarreias e alteração na consistência das fezes. A diarreia é o sintoma mais evidente, na gastroenterite viral a diarreia é precedida de vómitos. Na gastroenterite bacteriana há presença de muco, sangue e pus nas fezes, febre e mal-estar geral. Devido às alterações que ocorrem no intestino podem ainda ocorrer cólicas e dores abdominais. O tratamento baseia-se na hidratação e alimentação (exceto se houver vómitos neste caso terá que fazer pausa alimentar), pois há grande risco de desidratação. Os pró-bióticos ajudam a regularizar a flora intestinal prevenindo a ocorrência de gastroenterites. Sintomas da gastroenterite são: diarreia, náuseas, vómitos, dor abdominal e febre.

A pior consequência das diarreias são a desidratação e a perda de sais minerais, em caso de diarreia beba muita água com sais minerais (água, chá preto diluído (colas) ou soros de hidratação oral - bebidas energéticas), evite os laticínios e ingira fruta (bananas, maçãs ou cenouras).

Sinais de alerta em que deverá ir ao médico: estar grávida, crianças com menos 3 anos e idosos, recusa alimentar e vómitos persistentes, fontanelas (moleirinhas) deprimidas, perda de elasticidade da pele, língua seca, diarreia com sangue ou pus, distensão abdominal, olhos encovados, boca seca ou pouca urina, prostração, perda de peso acentuada ou febre elevada (mais de 39º C). carlosedgar.com

Fontes bibliográficas
carlosedgar.com
O que perguntamos sobre saude - carlos edgar
Saude 24 horas - carlos edgar
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.