quarta-feira, dezembro 10, 2014

Rastreio do Cancro do Colon e Recto (RCCR) - como fazer a recolha das fezes (PSOF)

Rastreio do Cancro do Colon e Recto (RCCR) - como fazer a recolha das fezes (PSOF)

O cancro do intestino é uma das principais doenças oncológicas em Portugal, a maior parte dos casos ocorre no intestino grosso, no cólon e recto.

O rastreio do cancro do cólon e recto é um programa voluntário de saúde que tem como objectivos identificar precocemente e diminuir o numero de casos de cancro do intestino. O rastreio pode ser efectuado através da colonoscopia de 5 em 5 anos (colonoscopias normais) ou através da pesquisa de sangue nas fezes (sangue oculto ou escondido) de 2 em 2 anos (testes negativos).

Quem deve fazer este rastreio

Em pessoas sem fatores de risco deve ser efectuado entre os 50 e 70 anos, em homens ou mulheres, de 2 em 2 anos (pesquisa de sangue nas fezes negativas) ou de 5 em 5 anos (colonoscopia normal).

Em pessoas com fatores de risco deve ser efectuado um controlo mais adaptado (por exemplo: colonoscopia de 2 em 2 anos), alguns fatores de risco: presença de pólipos no intestino, familiares com historia de pólipos ou cancro do intestino, presença de doença inflamatória do intestino, colite ulcerosa e doença de Crohn.

Como fazer a colheita de fezes para pesquisa de sangue oculto

A pesquisa preventiva de sangue oculto nas fezes é feita através da recolha das fezes com o Teste Guaiaco modificado por Greegor. É uma recolha que deve ser feita durante 3 dias, devem ser colocadas pequenas porções das fezes, com ajuda de uma pequena espátula de cartão (uma espátula para cada janela - 6 espátulas), em cada janela da carteira (ver foto em baixo).

Após a recolha as 3 carteiras devem ser acondicionadas numa saqueta e enviada pelo correio (através de envelope fornecido pelos serviços de saúde).

Outros cuidados que devemos ter:
  • assinar o termo de responsabilidade
  • evitar comer carnes vermelhas mal passadas, farelo de trigo, citrinos ou suplementos de vitamina C nos 3 dias antes e nos dias da recolha
  • alguns medicamentos devem ser suspensos, como anti-inflamatórios, AAS, anticoagulantes ou antiagregantes plaquetares

Se apresentar hemorroidas, fissuras anais, rotura de varizes, hemorragias vaginais ou anais e sangue na urina a recolha das fezes deve ser adiada.

Resultado do teste

O resultado do teste pode ser positivo ou negativo.

Um resultado positivo revela que devido à presença de sangue oculto a pessoa tem risco de ter pólipos ou cancro do intestino, deve ser encaminhada para um serviço para efectuar estudos complementares (por exemplo a colonoscopia).

Se o resultado for negativo a pessoa deve repetir o teste após 2 anos.

Sintomas mais comuns do Cancro do Cólon e Recto: presença de sangue nas fezes, emagrecimento rápido e súbito, sem explicação, desconforto na barriga e alterações intestinais (surgimento de diarreia/ prisão de ventre alternadas).

Fontes bibliográficas
Programa Regional de Rastreio do Cancro do Cólon e Recto - Administração Regional Saúde do Centro de Portugal
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.