-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
Para entender o que é a endometriose, antes, faz-se necessário saber o que é e qual a função do endométrio.

O endométrio é uma espécie de mucosa que reveste a parte interna do útero. Sua função se baseia no acolhimento e nutrição do embrião numa possível gestação até que a placenta se forme e cumpra tal atribuição.

Na inexistência da fecundação, parte considerável do endométrio é expelida durante o período menstrual. O que resta volta a revestir o útero para prepará-lo para um novo ciclo. 

A endometriose ocorre quando, ocorre um crescimento das células do endométrio para fora do útero e outros órgãos do corpo da mulher como os ovários, os ligamentos que suportam o útero, intestinos, ureteres, bexiga, rins, trompas, vagina e até cicatrizes pós cirurgia no abdómen. No momento em se instalam, as células se multiplicam, causando sangramentos, já que se trata de um tecido com grande quantidade de vasos sanguíneos. 

Existem diferentes graus para a doença, sendo a mais grave a endometriose profunda. Embora não haja causas que expliquem a doenças, acredita-se que existam relações genéticas. 

Sintomas da endometriose

Ainda que alguns podem não apresentar sintomas, outros são acompanhados com os seguintes quadros clínicos: 
  • infertilidade
  • cólicas muito fortes, chegando a incapacitar a mulher de suas atividades diárias
  • sangramentos intestinais
  • dores durante as relações sexuais
  • menstruações dolorosas
  • hemorragias mais prolongadas durante a menstruação
  • irregularidades menstruais
  • cólicas abdominais
  • dores pélvicas (baixo ventre)
  • dor ao defecar
  • inchaço abdominal

Diagnóstico da endometriose

A endometriose pode ser diagnosticada com a realização de exames ginecológicos. Na suspeita da presença da doença, o médico geralmente pede a realização de um biópsia (procedimento no qual se recolhe um pequena quantidade do tecido que se deseja examinar). 

Tratamento da endometriose

Classificada como uma doença crônica (que persiste por longo período), a endometriose regride com a chegada da menopausa, em virtude da redução na produção hormonal. 

O tratamento pode ser realizado com a administração de pílulas anticoncepcionais sem intervalos entre as cartelas, o que suspende o ciclo menstrual. Porém, o médico é quem deve avaliar qual a melhor forma de tratamento para cada caso a ser tratado.

Atenção: cólicas menstruais intensas podem ser um sinal da endometriose. Na dúvida, procure o seu ginecologista e realize os exames necessários. 

Créditos: Ativas Farma
Fontes bibliográficas