-->



Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
Dieta dos triglicerídeos altos

Os triglicerídeos são uma espécie de gordura que resulta da transformação que o fígado dá às gorduras e aos carboidratos em excesso, o fígado desta forma vai criar condições para nosso corpo armazenar energia, sob a forma de triglicerídeos, para ser usada sempre que nosso corpo necessite.

Os valores de triglicerídeos dependem das quantidades de gorduras e de açúcar que ingerimos. Na prática se diminuirmos a ingestão destes nutrientes ou aumentarmos o seu consumo conseguimos combater o excesso de triglicerídeos prevenindo a sua acumulação e as complicações resultantes deste acumulo, prevenimos as dislipidemias e as doenças cardiovasculares.

As dislipidemias ocorrem quando há um grande aumento do colesterol e triglicerídeos no sangue, que pode levar a aterosclerose, obesidade, aumento da cintura, diabetes, hipertensão e outras doenças cardiovasculares.

Os valores normais de triglicerídeos, no sangue, devem ser menores que 150 mg/dl, para além da dieta, devemos ter outros cuidados como o controlo do peso (diminuir o peso e o diâmetro da cintura), o exercício físico, não fumar e não beber bebidas alcoólicas.

Dieta dos triglicerídeos altos

A dieta para os triglicerídeos altos deve ser rica em vegetais, fruta, cereais integrais e ómega 3. Deve ainda ser pobre em gordura animal, carboidratos (doces, compotas, bolos e marmeladas) e não deve beber bebidas alcoólicas.

Resumo dos alimentos que sua dieta deve ter: pão integral, massas e arroz integrais, aveia, farelo, grão, ervilhas, favas, feijão, soja, lentilhas, fruta, frutos secos (nozes, amêndoas, avelãs) vegetais (todos), carnes magras sem pele, gelatina, leite e iogurtes magros, sementes de chia, óleos e margarina vegetais e peixe (salmão, atum).

Resumo dos alimentos/ bebidas que deve retirar de sua dieta: pão transformado, farinhas e cerais de pequeno-almoço, carnes vermelhas, bolos, pastéis, leite gordo, queijo, bebidas alcoólicas, gordura animal, sucos não naturais, manteiga animal e ovos (gema).

Fontes bibliográficas