terça-feira, outubro 11, 2016

Efeitos secundários do topiramato

Efeitos secundários do topiramato

O topiramato é um medicamento utilizado no tratamento das convulsões em adultos e crianças e na prevenção das enxaquecas nos adultos. Como todos os medicamentos o topiramato pode causar alguns efeitos secundários, descubra-os:

Efeitos secundários do topiramato

Efeitos secundários muito frequentes do topiramato: perda de peso, sensação de formigueiro nos braços e pernas, sonolência, tonturas, diarreia, náuseas, cansaço, depressão, corrimento nasal, nariz entupido e dor de garganta.

Efeitos secundários frequentes do topiramato: variações de humor ou comportamento, aumento de peso, diminuição ou perda de apetite, número reduzido das células vermelhas, problemas na concentração, memória ou pensamento lento, problemas na marcha, tremor involuntário dos membros, movimento involuntário dos olhos, paladar alterado, visão turva, visão dupla, dor de ouvidos, falta de ar, vómitos, prisão de ventre, dor de estômago, indigestão, boca seca, pedras nos rins, vontade de urinar com frequência, dor ao urinar, queda de cabelo, dor no peito, febre, perda de força e sensação de mal-estar.

Efeitos secundários pouco frequentes do topiramato: cristais na urina, batimento cardíaco anormal, aumento das convulsões, perda de consciência, desmaio, alterações do sono, rouquidão, inflamação do pâncreas, gases, azia, hemorragia nas gengivas, mau hálito, incontinência urinária e/ou fecal, descoloração da pele, inchaço das articulações, rigidez músculosquelética, aumento dos níveis de acidez no sangue, aumento do apetite, aumento da sede, pressão arterial baixa, afrontamentos, síndrome gripal, alucinações, entre outros.

Efeitos secundários raros do topiramato: olfacto comprometido, glaucoma, Síndrome de Steven-Johnson, Síndrome de Raynaud, entre outros.

Fontes bibliograficas
infarmed.pt
Partilhe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.