-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
Perlutan® é um anticoncecional injetável composto por (algestona acetofenida 150 mg + enantato de estradiol 10 mg) que tem as seguintes indicações (indicações de perlutan®):
    • Prevenção da gravidez.
    • Controle das menstruações;
    • Como suplemento hormonal (estrogénio-progesterona).

Como tomar perlutan®/ posologia de perlutan®



Perlutan® é uma solução oleosa que deve ser administrada no músculo (administração intramuscular), todos os meses, somente por indicação médica. Perlutan® deve ser administrado entre o 7° e o 10° dia após cada menstruação (idealmente ao 8° dia).
Perlutan®
Perlutan®
A eficácia de perlutan®

Como outros anticoncecionais perlutan® não dá uma protecção de 100%, por falhas do anticoncecional ou por outros motivos. De acordo com alguns estudos, podem surgir 3 a 17 casos de gravidez em cada 10.000 mulheres que fazem perlutan®, durante 1 ano.

Que mulheres não devem fazer perlutan®

As mulheres que não devem fazer a perlutan® são as que estão com/ a:
  • Gravidez ou suspeita de gravidez;
  • Amamentação;
  • Neoplasia maligna da mama;
  • Cefaleias graves (incluindo enxaqueca);
  • Hipertensão arterial;
  • Doença vascular (trombose venosa profunda, embolia pulmonar, acidente vascular cerebral);
  • Diabetes;
  • Lúpus eritematoso;
  • Hepatite;
  • Cirrose grave;
  • Tumores hepáticos (hepatoma) 
  • Grande cirurgia.

Interações medicamentos com perlutan®
  • Rifampicina;
  • Rifabutina;
  • Griseofulvina;
  • Ritonavir;
  • Carbamazepina;
  • Fenitoína;
  • Fenobarbital;
  • Primidona;
  • Oxacarbazepina;
  • Felbamato;
  • Topiramato;
  • Lamotrigina.
Efeitos adversos do perlutan®
  • Alterações do peso;
  • Nervosismo; 
  • Tonturas;
  • Dores de cabeça;
  • Trombose arterial;
  • Embolia;
  • Hipertensão;
  • Tromboflebite;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Acne;
  • Reação cutânea;
  • Retenção de líquidos;
  • Falta de menstruação;
  • Desconforto mamário;
  • Alterações na menstruação;
  • Alterações na libido;
  • Testes hepáticos alterados. 
Fontes bibliográficas
boehringer-ingelheim.com.br
infarmed.pt
carlosedgar.com