quinta-feira, setembro 10, 2015

Crises de pânico – crises de ansiedade

Crises de pânico – crises de ansiedade

Crises de pânico – crises de ansiedade

A ansiedade pode-nos afetar regularmente, mas em certas situações pode surgir de forma aguda, muito limitante que leva a pessoa a se descontrolar e a ficar diminuída na sua ação ou pensamento.

As crises de ansiedade podem surgir em qualquer altura e muitas vezes não têm um fator desencadeante direto. A acumulação de situações, traumas ou mesmo a ansiedade crónica sem tratamento podem aumentar nosso risco de ter uma crise de pânico ou de ansiedade.

Crises de pânico e de ansiedade – sintomas

Na crise de ansiedade nosso corpo tem uma descarga enorme do hormônio adrenalina, o que pode mais facilmente causar os sintomas.

Os sintomas das crises de ansiedade são muito semelhantes aos da ansiedade, mas surgem de forma mais espontânea e a pessoa tem manifestações físicas mais severas e limitantes. 

Os sintomas das crises de ansiedade ou pânico são insônia, falta de ar, falar rápido, choro, confusão, desmaio, palpitações, aumento dos batimentos cardíacos, respiração mais acelerada, dores no peito, mãos húmidas, suores, tremores, boca seca, aperto na garganta, dificuldade em engolir, vômitos e diarreia. Saiba mais sobre sintomas de ansiedade.

Tratar as crises de pânico e de ansiedade

As crises de ansiedade e pânico só se resolvem com alguns medicamentos para relaxar e acalmar a pessoa. O quadro de crises de pânico e de ansiedade é tão limitante que as pessoas referem sempre uma sensação de angustia e quase morte, sendo normal recorrer aos serviços de saúde. Após uma crise de ansiedade é sempre aconselhado falar com seu médico para avaliar a necessidade de introduzir ou ajustar os tratamentos.

Fontes bibliográficas
Partilhe

2 comentários:

  1. Dr. por imensos factores tenho andado sobre forte stress. Meu período fértil foi de 29 de Agosto a 4 de Setrmbro. Tive relações sexuais não protegidas a 6 de setembro. Neste fim de semana dia 11 deveria ter vindo o período. Julgo que tive uma gastroenterite com muita diarreia e náuseas. Não cheguei a vomitar e perdi o apetite. Tive febre, dores abdominais e lombares e cólicas fortíssimas parecidas com as contrações de ter filhos. Ontem dia 15 com quatro dias de atraso fiz teste de farmácia e deu negativo. Continuo sobre imenso stress agora ainda mais com a possibilidade de estar grávida ? Qual a sua opinião ? Quando devo fazer teste novamente ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      como o teste deu negativo não deve estar, me parece que está tudo relacionado com os problema que teve e com essa enorme ansiedade.... deve se proteger para não ter riscos.. se precisar ando por aqui... :)

      Eliminar

Obrigado por colocar o seu comentário... proteja a sua privacidade.