-->



Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
A vaginose bacteriana é a infeção vaginal mais comum e resulta do desequilíbrio da flora vaginal, que leva ao aumento do numero de bactérias na vagina levando ao alterações no corrimento e odor vaginais.

Causas da vaginose bacteriana

O meio vaginal é protegido por lactobacillus que transformam a flora num meio ácido, prevenindo a proliferação de células invasoras. As condições na flora vaginal podem ser alteradas devido a uso de produtos de higiene agressivos, antibióticos, anticoncecionais hormonais, uso de DIU, stresse, ansiedade, preservativos, cremes vaginais, endometriose, infeção das trompas, feridas no colo do útero, gravidez, entre outros.

Quando ocorre esta alteração ocorre o desenvolvimento de bactérias, sendo a mais comum a Gardnerella vaginalis.

Sintomas da vaginose bacteriana
  • Corrimento branco, cinza ou amarelo;
  • Ardor, comichão ou coceira na vulva;
  • Odor vaginal desagradável (cheiro intenso a peixe);
  • Dor durante as relações sexuais (dispareunia);
  • Ardor a urinar;
  • Hemorragias vaginais.

Tratamento da vaginose bacteriana

O tratamento da vaginose bacteriana é feito com auxilio de antibioticos, sendo o mais comum o metronidazol. Como o tipo de sintomas e infeção varia de mulher para mulher o tratamento pode ainda ser completado com lubrificantes naturais, uso de loções pH neutro para a higiene e conforto e probioticos (lactobacilos).


Causas mais comuns do corrimento vaginal anormal (corrimento vaginal branco, cinza, amarelo, verde, vermelho ou castanho):
  • Infeções (vaginose, tricomoníase, candidíase, clamídia, mioplasma e gonorreia);
  • Uso de produtos de higiene íntima (alteram o pH da vagina);
  • Uso de antibióticos (diminuição dos lactobacilos);
  • Diminuição da imunidade do organismo (stresse ou ansiedade);
  • Uso de preservativo;
  • Uso de cremes vaginais;
  • Endometriose;
  • Infeção das trompas;
  • Feridas no colo do útero, paredes vaginais ou trompas.
Gardnerella vaginalis
Gardnerella vaginalis
Fontes bibliográficas
myhousecallmd.com