8 de abril de 2017

3 dicas importantes sobre o uso da contracepção de emergência



Como vimos falando, as duvidas que respondo são cada vez mais, todos os dias recebo duvidas sobre a contracepção de emergência, por isso resolvi escrever este post e fazer um video que podem encontrar no youtube.

Vou começar por relembrar que a contracepção de emergência está indicada quando temos uma relação de risco ou nosso método anticoncepcional falha, é por isso um anticoncepcional de segunda linha que só devemos usar após falha do nosso anticoncepcional habitual. A contracepção de emergência deve ser usada 3 ou até 5 dias após a relação, sendo indicado o seu uso o mais cedo possível, o mais próximo da hora da relação para aumentar a eficácia e garantir a maior protecção possível contra a gravidez indesejada.

3 dicas importantes sobre o uso da contracepção de emergência

Então aqui ficam as 3 dicas mais importantes para a mulher que vai precisar de usar a contracepção de emergência.


Dica 1 - Deve fazer a contracepção de emergência o mais rapidamente possível.

  • eficácia de 95% se a tomar até às 24 horas após a relação
  • eficácia de 85% se a tomar entre as 24 e 48 horas após a relação
  • eficácia de 58% se a tomar entre as 48 e 72 horas após a relação
  • não é eficaz após as 72 horas (3 dias)

Dica 2 - A pílula do dia seguinte não precisa de causar efeitos adversos para provar que fez efeito.

Após fazer a contracepção de emergência não precisa de ter efeitos adversos para provar que fez efeito e a protegeu, eles podem surgir em apenas 1 mulher em cada 10 que usam, podendo notar estes efeitos, por exemplo, náuseas, hemorragias irregulares, dor na região inferior do abdómen, cansaço e dores de cabeça.

Dica 3 - Manter o uso do anticoncepcional

Mesmo que use um anticoncepcional, deve manter o seu uso, para repor mais rapidamente a protecção, a contracepção de emergência não altera a eficácia dos anticoncepcionais. Mais um exemplo:

Imagine que tem uma diarreia 2 horas depois de tomar o comprimido na primeira semana da cartela, se teve relação, deve fazer a pílula do dia seguinte, manter sua pílula e se proteger nos 7 dias seguintes, desta forma 7 dias depois volta a estar protegida. Claro que pode ter riscos de gravidez, mas é melhor manter o anticoncepcional que o parar e deixar de estar protegida.
Agora que já sabe as dicas que tenho para lhe dar não se esqueça de partilhar e comentar este post... 😊

Descubra alguns posts relacionados

0 Comentários:

Enviar um comentário

Obrigado por colocar o seu comentário... não revele nenhum dado ou informação confidencial no seu preenchimento.