-->



Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page
O pietra ED® é um medicamento que contém hormônio dienogeste (cerca de 2 mg) e está indicado no tratamento dos sintomas dolorosos associados à endometriose (crescimento do tecido da parede interna do útero/ endométrio para fora do útero).

O dienogeste tem uma acção sobre o estradiol (hormônio natural de nosso corpo) o que leva a diminuição na produção celular e proliferação das células do endométrio.

Composição de pietra ED® (por cada comprimido): 2 mg de dienogeste, dextroalfatocoferol, croscarmelose sódica, hipromelose, celulose microcristalina, lactose monoidratada, amido, dióxido de silício, estearato de magnésio, álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol, talco, óxido de ferro preto, corante laca amarelo de quinolina, mica e polissorbato 80.

Como tomar pietra ED®

A dosagem recomendada é um comprimido por dia, sensivelmente à mesma hora, sem pausa entre as embalagens. Deve manter o tratamento mesmo que note sangramento vaginal.

Efeitos adversos de pietra ED®

Efeitos adversos frequentes de pietra ED® (pode afetar entre +1 mulher em cada 100 usuárias): aumento de peso, alterações no humor, insónia, alterações na libido, enxaqueca, náusea, dor abdominal, gases, barriga inchada, vômito, acne, perda de cabelo, dor nas costas, desconforto nas mamas, cisto ovariano, sangramento vaginal, fraqueza e irritabilidade.

Efeitos adversos pouco frequentes de pietra ED® (pode afetar 1 mulher em cada 1.000 usuárias): anemia, perda de peso, aumento de apetite, ansiedade, depressão, ressecamento dos olhos, zumbido, diarreia, constipação, gengivite, ressecamento da pele, suor excessivo, hirsutismo, unhas frágeis, caspa, dermatite, dor nos ossos, espasmos musculares, candidíase vaginal, corrimento vaginal, caroço nas mamas e retenção de líquidos.

O pietra ED® e os outros medicamentos

Alguns medicamentos podem interferir e diminuir a eficácia de pietra ED®, tais como: Erva-de-São-João, fenitoína, barbitúricos, primidona, carbamazepina, oxcarbazepina, topiramato, felbamato, rifampicina, nevirapina e griseofulvina.

Fontes bibliográficas
anvisa.gov.br