-->

Theme Layout

Theme Translation

Trending Posts Display

Home Layout Display

Posts Title Display

404

We Are Sorry, Page Not Found

Home Page


O implante subdérmico é um anticoncepcional progestagênico indicado na prevenção da gravidez para as mulheres que querem estar protegidas da gravidez indesejada durante 3 anos, o implante subdérmico é colocado na pele, por baixo, com um dispositivo próprio, num procedimento efectuado pelo nosso médico, sob anestesia.

O implante subdérmico é colocado no primeiro dia de nossa menstruação no braço não dominante, na parte interna, 3 a 4 dedos acima da articulação do cotovelo.
Tudo sobre implante subdérmico

Composição do implante subdérmico

O implante subdérmico tem na sua composição o hormônio sintético etonogestrel, um metabolico do desogestrel presente noutros anticoncepcionais.

O implante subdérmico é um pequeno bastonete biodegradável com cerca de 4 cm de comprimento e 2 mm de diâmetro.

Efeitos adversos do implante subdérmico

Como todos os medicamentos o implante subdérmico pode causar alguns efeitos adversos, para perceber melhor acabei dividindo em efeitos no local da colocação e em nosso organismo.
Tudo sobre implante subdérmico

Os efeitos adversos no local de colocação do implante subdérmico

Após a colocação ou remoção do implante a mulher pode apresentar alguns sinais e sintomas como hematomas, dor, vermelhidão e inchaço. Após 3 a 4 dias acabam por passar.

Os efeitos adversos em nosso corpo podem ser mais comuns, comuns ou raros de acordo com o numero de mulheres que os estudos revelaram que podiam notar.

Os efeitos adversos mais comuns do implante subdérmico

Os efeitos secundários mais comuns são a acne, dor de cabeça, aumento do peso corporal, tensão e dor nas mamas, hemorragias irregulares e infeção vaginal.

Os efeitos adversos menos comuns do implante subdérmico

Os efeitos adversos menos comuns são a queda de cabelo, tonturas, humor depressivo, instabilidade emocional, nervosismo, desejo sexual diminuído, apetite aumentado, dor abdominal, náuseas, gases, menstruações dolorosas, diminuição do peso corporal, sintomas gripais, dor, fadiga, afrontamentos, quistos do ovário, comichão ou coceira, comichão ou coceira na zona genital, erupção na pele, crescimento excessivo de pelos, enxaqueca, ansiedade, insónia, sonolência, diarreia, vómitos, obstipação ou prisão de ventre, infeção do trato urinário, corrimento vaginal, aumento das mamas, corrimento dos mamilos, dor de costas, febre, retenção de líquidos, dificuldade ou dor ao urinar, inflamação e dor de garganta, dor nas articulações, dor nos músculos e nos ossos. (fonte: infarmed.pt)
Tudo sobre implante subdérmico

Os medicamentos e o implante subdérmico

Alguns medicamentos podem interferir com a eficácia do implante subdérmico, tais como ritonavir, fenitoina, carbamazepina, fenobarbital (barbitúricos), primidona, topiramato, oxcarbazepina, rifampicina e hipericão. Se usar algum destes medicamentos deve se proteger durante o tratamento e nos 7 dias seguintes, para repor a proteção.

Não podia deixar de relembrar que após os 3 anos de uso deve falar com seu médico para ele retirar e colocar um novo... não se esqueça de partilhar e comentar este post... obrigado... 😊
Tudo sobre implante subdérmico

Descubra alguns posts relacionados